“A Música Não Se Cala”: Artistas reunidos em manifesto contra Bolsonaro

Patrocínio

“A Música Não Se Cala”: Artistas reunidos em manifesto contra Bolsonaro

Artístas da nossa música tomam posição contra Bolsonaro
“A música brasileira sempre esteve ligada aos movimentos de luta pela liberdade”. Com esta frase, Beth Carvalho dá início ao manifesto A Música Não Se Cala, onde nomes como Leoni, Paulo Miklos, Paulinho Moska, Frejat, Veronica Sabino, Tico Santa Cruz, Fernanda Takai, João Donato, Tulipa Ruiz, Liniker, Anelis Assumpção, Zélia Duncan, entre outros, posicionam-se a favor da liberdade de expressão e se colocam contra a onda de censura que se avizinha no Brasil.
O vídeo tem como fundo musical “Divino Maravilhoso”, um clássico de Gal Costa gravado em 1969, poucos meses após a instituição do AI-5, o mais duro golpe do regime militar, que resultou na perda de mandatos de parlamentares contrários aos militares, intervenções ordenadas pelo presidente Costa e Silva nos municípios e estados e também na suspensão de quaisquer garantias constitucionais que eventualmente resultaram na institucionalização da tortura, comumente usada como instrumento pelo Estado.
Por fim, a promessa de que não irão se calar e o posicionamento contra Jair Bolsonaro. Ainda que o nome do presidenciável não seja mencionado, o uso da camisa com os dizeres “Ele Não” sugere tal afirmação.

Veja o vídeo:


Postar um comentário