Rihanna tem medida legal para evitar que Donald Trump use suas músicas

Patrocínio

Rihanna tem medida legal para evitar que Donald Trump use suas músicas

Rihanna não ficou nada feliz ao saber que sua música “Don’t Stop The Music” estava tocando nos comícios de Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos. “Não por muito tempo… eu ou ninguém da minha equipe estaria ou faria parte desses comícios trágicos, então obrigada por avisar”, soltou Rihanna nas redes sociais no começo da semana.
Dito e feito! De acordo com o Los Anges Times, Rihanna agora tem o apoio da Broadcast Music Inc. (BMI), empresa responsável pelos direitos autorais, para impedir o uso político de suas músicas. A equipe de Trump já foi notificada que deveria interromper o uso das faixas.



Do lado da BMI, já foi retirado um “contrato geral” para uso político, agora ninguém mais poderá tocar Rihanna para este objetivo. Trump, no entanto, também está incluído nisso.
Essa medida tomada depois que a advogada da cantora enviou uma carta à Casa Branca ao saber do acontecido. “A BMI recebeu uma comunicado de Robyn Fenty, profissionalmente conhecida como ‘Rihanna’, contestando o uso da campanha de Trump das obras musicais de Rihanna”, disse a carta de 6 de novembro do BMI, obtida pelo jornal The Times.
“Como tal… esta carta serve como aviso de que as obras musicais de Rihanna estão excluídas do acordo [entidades políticas], e qualquer apresentação das obras musicais de Rihanna pela Campanha Trump a partir desta data não é autorizada pela BMI”.
Caso as músicas continuem sendo tocadas, há risco de altas multas. A equipe de Trump ainda não se pronunciou.

Fonte Popline 

Postar um comentário

0 Comentários