Um Dia na Broadway estreia no Teatro Bradesco Rio

Patrocínio

Um Dia na Broadway estreia no Teatro Bradesco Rio

Espetáculo Um dia na Broadway
Após cumprir duas temporadas de sucesso em São Paulo, o musical Um Dia na Broadway estreia dia 15 de março no Rio de Janeiro, no Teatro Bradesco Rio. Mais informações sobre horários e datas do espetáculo no serviço abaixo. Depois de quase 15 anos encenando clássicos do universo infantil e family, sua especialidade, o diretor e músico Billy Bond, junto a Andrea Oliveira, está à frente da Black & Red Produções e aposta em sua experiência e talento para produzir e dirigir musicais.
Tributo aos grandes musicais americanos, a encenação conta com números aéreos, levitação, efeitos especiais e um palco giratório para dar movimento às cenas. A atmosfera do bairro nova-iorquino é recriada  com tecnologia e talento. O espetáculo tem direção-geral do italiano radicado no Brasil, Billy Bond. Ele assina a dramaturgia com Andrew Mettine e a  direção musical e arranjos com Villa. A direção de cena ficou a cargo de Marcio Yacoff, e a coreografia foi criada por Italo Rodrigues. O cenário é de Marcelo Larrea e as perucas e figurinos são de Feliciano San Roman. Andréa Oliveira responde pela produção. O musical Um Dia na Broadway é uma produção viabilizada em parceria com a Opus, empresa do ramo de entretenimento que mantém nove casas de espetáculos no Brasil.
Em estilo grandioso, a abertura com 20 bailarinos ao som da orquestra ao vivo (em português) é um convite para se deixar envolver pelo universo dos musicais e o encantamento da Big Apple. São 32 pessoas em cena, entre atores, cantores e bailarinos, músicos e técnicos. Nos papéis principais estão Alvinho de Padua (Pai), Titzi Oliveira (Mãe), Bia Jordão (Filha), Henry Gaspar (Filho) e Marcio Yacoff (Mr. Baker -  primeiro produtor da Broadway).
A história começa com a chegada de uma família de férias em Nova York. Para comemorar o aniversário de casamento, um casal viaja acompanhado pelos filhos para a cidade onde se conheceu e se apaixonou. Logo há um desencontro e as crianças se separam dos pais no metrô da Grand Central Station.
A partir de então, na tentativa de reencontrá-los, os irmãos se aventuram por lugares onde acreditam que encontrarão os pais.  Sabem que os dois amam musicais, assim buscam por eles nos teatros da Broadway, onde assistem aos trechos de musicais clássicos. São eles: Priscilla (ao som de It’s Raining Men), Evita (Don’t Cry for me Argentina), Grease (Summer Night), West Side Story (Tonight), Jesus Cristo Superstar (Superstar), Mamma Mia (Dancing Queen), Cats (Memories), Chicago (All That Jazz), Les Miserable (One Day More) e Mary Poppins (Supercalifragilistic).
No decorrer da trama, uma personagem entra para ajudar a contar a história. Trata-se de Mr. Baker, artista identificado como um dos primeiros a fazer espetáculos neste formato nos Estados Unidos. “A ideia básica foi juntar os dez grandes musicais, com réplicas de figurinos e cenários das suas cenas mais famosas, prestando uma homenagem a Cohan, que inventou esse tipo de espetáculo. Nossa produção agrada quem conhece e ama Nova York e aqueles que nunca estiveram por lá”, fala o diretor Billy Bond.

30 anos de Brasil

Nascido Giuliano Canterini, em Lá Spezia, Itália, Billy Bond desenvolveu carreira na Argentina, onde morou por mais de 15 anos e fez sucesso no mundo do rock'n' roll na década de 70. No fim dos anos 60, Bond lotava espaços em meio à ditadura na Argentina, com o grupo de hard rock Billy Bond Y La Pesada. Também produzia espetáculos pop. Alguns duramente reprimidos pela polícia, como o que fez em 1972 no Luna Park. Chegou a ter mais de 100 músicas censuradas na época.
Chegou ao Brasil em 1974, diretamente no Rio e depois em São Paulo, onde mora atualmente. Aqui foi cantor da banda punk Joelho de Porco, dirigiu o primeiro show de Ney Matogrosso após a saída dos Secos & Molhados e produziu o show da banda Queen no estádio do Morumbi, em 1981.
Precursor dos musicais de grande porte, assinou a direção-geral da versão brasileira de Rent, em 1999. São mais de 30 títulos na bagagem, entre eles, O Beijo da Mulher Aranha, Os Miseráveis e After de Luge, entre outros. A partir dos anos 2000, Billy sedimentou seu formato de encenar espetáculos musicais com total liberdade de criação.
Assim, depois de 2004 direcionou seu foco de interesse para revisitar e homenagear clássicos de todos os tempos da Literatura Infantil. A primeira foi montagem foi O Mágico de Oz, prestigiada por um público superior a um milhão e 800 mil espectadores em toda América Latina. O segundo espetáculo, Pinóquio - o Musical , estreou em 2006 e foi aplaudido por mais de 900 mil pessoas no Brasil. Em seguida, foram apresentadas as montagens de A Bela e a Fera, Peter Pan, Branca de Neve, Cinderella, A Bela Adormecida, Alice no País das Maravilhas, entre outros.

SERVIÇO

Um Dia na Broadway - A partir de 15 de março.
Temporada: De 15 de março a 26 de maio.  Apresentações: Sexta e sábado, 21h, e domingo, 19h.
Teatro Bradesco Rio (Av. das Américas, 3.900 / Piso SS1 – Átrio Lagoa. Shopping Village Mall.
Classificação: Livre.
Duração aprox.: 120 min.
Capacidade: 1.000 lugares

Postar um comentário

0 Comentários