Game of Thrones retorna morno com episódio de preparação - Lully FM - La Profundidad 88.1

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Game of Thrones retorna morno com episódio de preparação

Game of Thrones
Quase dois anos se passaram desde o último episódio inédito de Game of Thrones foi exibido, então a ansiedade de todos estava alta. Exatamente essa vontade de ver a resolução da série de forma satisfatória é o que explica porque esse capítulo pareceu tão anticlimático. Ninguém esperava um capítulo inteiro de preparação.

Essa análise contém spoilers de Game of Thrones, então cuidado adiante:

A abertura da 8ª Temporada teve diversos momentos espetaculares, mas foi basicamente um capítulo de preparação, reuniões e movimentação para colocar todas as peças em seus devidos lugares. Considerando que agora a série só terá cinco episódios para amarrar a história criada por George R.R. Martin, pareceu um pequeno desperdício de tempo, enquanto alguns atalhos de narrativa, algo que atrapalhou muito a temporada 7, continuam presentes.
Parece que os produtores David Benioff e Dan Weiss estão tão preocupados em colocar seus personagens nos lugares certos para a batalha final e que a lógica de sua jornada se torna secundária. O resgate de Yara, por Theon, é um grande exemplo dessa falha, assim como a chegada de Jaime Lannister à Winterfell. Além disso, a desconfiança de Sansa e Arya em relação à Daenerys parece exagerada neste momento, afinal todos estão cientes da importância de lutar contra os mortos antes de pensar em política.
É bem possível que os próximos cinco episódios sejam repletos de morte e destruição, mas este não chega a ser satisfatório mesmo depois de um hiato de uma das melhores séries da TV da atualidade. Apesar de agradar mesmo quando não cumpre as expectativas, o problema foi a falta de ação e revelações, já que tudo que acontece já foi visto nas temporadas anteriores.
Como esperado, grande parte deste episódio se concentra no relacionamento de Jon Snow e Daenerys e como as pessoas ao seu redor lidam com isso. Tyrion, Varys e Davos acham que um casamento é necessário, enquanto os nortistas não gostam da ideia de seu Rei do Norte estar disposto a jogar fora todo o seu poder por amor à filha do rei louco. Fato é: Dany encorajar Jon a montar o Dragão Rhaegal antes mesmo de saber sobre sua linhagem Targaryen é a prova de uma cumplicidade enorme.
Também era sabido que Jon descobriria a verdade sobre sua linhagem logo no primeiro episódio, mas sua reação foi surpreendente ao declarar que aquele assunto seria "traição", afinal, ele acredita que Dany é a herdeira legítima. Mesmo que nunca tenha tido vontade de governar, ele sempre tentou seguir regras e hierarquias. Ele é muito leal e imagino ele entendendo a situação e levando a questão até Daenerys ao invés da reação que teve.
Só que a premissa de GoT é que ninguém merece poder apenas por ter nascido com um nome específico e talvez essa reação tenha sido um jeito de Jon convencer a mãe dos Dragões que ela é a melhor candidata a governante, embora ela comece a demonstrar atitudes impensadas, como do rei Louco. Será que ela terá que ser parada em algum momento ou será que é a chance dela redimir os erros do passado dos Targaryan?
O episódio vale a pena mesmo pelas muitas reuniões que proporciona. De Jon e Bran é simples, mas tocante por invocar a forma que Jon se despede de seu irmão no episódio 2 da 1ª Temporada, com um beijo na testa. Mas a melhor reunião é, sem dúvida, a de Jon e Arya. A personagem ainda tem outro grande reencontro com Cão e Gendry e ambos são ótimos por conta de sua atuação. Por sinal, o espanto dela quando vê um dragão, algo que ela queria desde o início da série, é marcante!
Sansa e Tyrion também tiveram um momento para se reconectarem desde o casamento de Joffrey. Ela deixa claro que sabe que a promessa de Cersei de ajudar Dany e Jon na guerra contra o Exército dos Mortos é mentira e é ótimo como desdenha do anão, falando que costumava pensar que Tyrion era o homem mais esperto do mundo.
Por sinal, parece que Tyrion perde cada vez mais espaço na trama, renegado a personagem secundário, obcecado por ajudar sua rainha a todo custo. Faz falta vê-lo mais ativo, com tramas políticas inteligentes e sempre tramando algo.
O esperado retorno de Game of Thrones precisava preparar o palco para a temporada final e por isso se torna lento e anticlimático. Parece que ao invés de contar uma história coesa, a única preocupação dos roteiristas é colocar todas as peças em posição para as batalhas finais. Mesmo assim, os reencontros vistos nesse episódio poderiam entrar para os melhores momentos da série e agora é esperar para ver como tudo irá terminar.

Veja o trailer da oitava temporada:



Fonte Cineclick

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!