Descubra como a música reduz a ansiedade e mexe com seu cérebro
  • Descubra como a música reduz a ansiedade e mexe com seu cérebro

    Música e Cérebro
    A música salva vidas, muda histórias e une o que muita coisa nesse mundo insiste em separar. Já que “existe desde que o mundo é mundo”, essa maravilha da arte é patrimônio imaterial da humanidade.
    Neste post, o conteúdo abordado vai apresentar algumas situações em que obras musicais exercem intensas influências na mente e no corpo do ouvinte. Que tal descobrir um pouco como a mágica acontece?

    A música que acaba com a ansiedade

    Ao longo dos séculos, o uso terapêutico da música tem sido usado para relaxar e restaurar a saúde. Recentemente, pesquisadores e curadores da Mindlab, consultoria britânica especializada em soluções em neurociência para empresas, comprovaram cientificamente a tese.
    Para tal, eles conduziram um estudo no qual os participantes tinham de resolver um quebra-cabeça complexo o mais rápido o possível, enquanto ouviam diferentes tipos de música. Os voluntários do experimento foram conectados a sensores capazes de medir a atividade do cérebro, pressão sanguínea e respiração. A intenção era descobrir quais sons causavam sensação de relaxamento, mesmo diante de uma tarefa tecnicamente estressante.
    A canção que produziu o melhor resultado foi Weightless [Sem Peso, em tradução livre], do trio britânico Marconi Union. Quando expostos a essa trilha sonora, os participantes chegaram a apresentar nível de ansiedade 65% menor do que o registrado anteriormente.



    Weightless foi feita com a colaboração de terapeutas. Segundo os pesquisadores, o compasso lento e os tons graves diminuem os batimentos cardíacos e os níveis de cortisol – o hormônio do estresse e da ansiedade – na corrente sanguínea.

    Música e produtividade

    Uma mente sã, inevitavelmente, tem a capacidade de produtividade ainda mais elevada. E neste quesito, a música tem um poder incomum! Além de diminuir ansiedade, as canções estimulam a memória e o aumento na performance cerebral. Disto isto, chegou a hora de conversarmos sobre os pontos em que as obras musicais fazem a diferença.
    Mantendo o foco
    Se a tarefa for entediante, certamente, você perderá o foco. De acordo com o neurocientista e autor do livro This Is Your Bain on Music [A Música no Seu Cérebro, em português], Daniel Joseph Levitin, a música pode tornar tarefas repetitivas mais agradáveis e aumentar a sua concentração.
    De acordo com um estudo científico publicado em 2011, as regiões do cérebro que são responsáveis por fortes emoções e pelo poder de concentração são mais ativas quando ouvimos uma trilha sonora familiar. As músicas desconhecidas não causam o mesmo impacto e podem até mesmo causar distração, pois, tudo que é inédito, causa curiosidade. Sendo assim, quando precisar manter o foco, procure as playlists formadas por músicas que você conhece bem!

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!