Brasil e Argentina e seus clássicos inesquecíveis
  • Brasil e Argentina e seus clássicos inesquecíveis

    Imperador foi o nome do Brasil na Copa América de 2004
    Temos a impressão que se Brasil e Argentina disputarem uma corrida entre velhinhas, que correm para ver quem chega primeiro na porta do ônibus, terá torcida, com direito a bandeira, canto de guerra e até uma gelada para ilustrar a disputa. Não adianta, o clássico, seja em que condições estiver é alucinante, e agora numa semifinal de Copa América, tem todo um gostinho especial, como diz nosso colega Galvão Bueno, ganhar é bom, ganhar da Argentina, é melhor ainda!

    Essa história vem de muitos anos, para isso, nossa redação em colaboração com o Jornalista Marcelo Tieppo, escolheram cinco clássicos marcantes dessa disputa.

    Brasil e Argentina se enfrentam na próxima terça-feira, no estádio Mineirão, em Belo Horizonte, pelas semifinais da Copa América 2019.

    Confira: 

    1 -Duelo de Gigantes

    Em 74, na Alemanha, Brasil e Argentina se encontraram pela primeira vez em uma Copa do Mundo. A vitória foi brasileira: 2 x 1 pela segunda fase da competição. Mas quem se classificou nesse mesmo grupo e garantiu vaga para a final foi a Holanda, de Cruyff. 

    2 - A batalha de Rosário  

    Argentina e Brasil não saíram do 0 x 0 na Copa de 78. Depois, a Seleção seria eliminada pelo saldo de gols porque os argentinos, que seriam os campeões, fizeram inacreditáveis e suspeitíssimos 6 x 0 no Peru.

    3 - Voa, canarinho, voa!

    Na primeira Copa disputada por Maradona, quem levou a melhor foi o Brasil de Sócrates, Zico e Falcão, que venceu por 3 x 1, em 82, na Espanha. O tetra parecia uma questão de tempo, mas o sonho virou pesadelo no jogo seguinte contra a Itália de Paolo Rossi.

    4 - Maradona e Cannigia  

    A Seleção de Lazaroni havia feito uma primeira fase horrorosa na Copa de 90, na Itália. O jogo contra a Argentina marcou a melhor atuação da equipe, só que Diego Armando Maradona fez uma jogada cinematográfica e entregou de bandeja para Caniggia marcar o gol da vitória.

    5 - Adriano, o Imperador 

    Na final da Copa América de 2004, em Lima, no Peru, a Argentina vencia por 2 x 1 já nos acréscimos e fazia cera para garantir o resultado. Só que Adriano marcou um golaço, levou a decisão para os pênaltis e o Brasil sagrou-se campeão.

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail