“BELCHIOR: ANO PASSADO EU MORRI, MAS ESSE ANO EU NÃO MORRO” fará 03 únicas apresentações no Theatro Municipal de Niterói
  • “BELCHIOR: ANO PASSADO EU MORRI, MAS ESSE ANO EU NÃO MORRO” fará 03 únicas apresentações no Theatro Municipal de Niterói

    “BELCHIOR: Ano Passado Eu Morri, Mas Esse Ano Eu Não Morro”
    Pela primeira vez em Niterói, o musical “BELCHIOR: Ano Passado Eu Morri, Mas Esse Ano Eu Não Morro” orgulhosamente fará 03 únicas apresentações no Theatro Municipal de Niterói (Rua Quinze de Novembro, 35 - Centro, Niterói -Tel: 2620-1624), nos dias 06, 07 e 08 de agosto/2019, sexta-feira 20h, sábado às 19h e domingo às 18h, com ingressos a R$60 / R$30 (estudantes, jovens até 21 anos e acima de 60).
    O espetáculo que foi aplaudido por mais de 2000 pessoas, durante 3 apresentações no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, conta um pouco da vida, da obra e dos pensamentos do cantor e compositor cearense, através de uma dramaturgia formada por trechos de entrevistas do próprio cantor.
    O ator e cantor Pablo Paleologo dá vida ao cantor cearense, enquanto o ator Bruno Suzano interpreta o Cidadão Comum, personagem recorrente nas canções de Belchior e de alguma forma seu alter ego.
    Acompanhando os dois atores, o musical conta também com a participação de uma banda ao vivo com seis músicos - Dudu Dias (baixo), Cacá Franklin (percussão), Emília B. Rodrigues (bateria), Mônica Ávila (sax/flauta), Nelsinho Freitas (teclado), Rico Farias (violão/guitarra) - que realizam 15 músicas ao vivo, são elas: ‘Alucinação’, ‘Apenas Um Rapaz Latino Americano’, ‘A Palo Seco’, ‘Na Hora do Almoço’, ‘Todo Sujo de Batom’, ‘Coração Selvagem’, ‘Medo de Avião’, ‘Mucuripe’ (de Belchior e Raimundo Fagner), ‘Conheço o Meu Lugar’, ‘Como Nossos Pais’, ‘Populus’, ‘Paralelas’, ‘Velha Roupa Colorida’, ‘Sujeito de Sorte’ e ‘Galos, Noites e Quintais’.
    “BELCHIOR: Ano Passado Eu Morri, Mas Esse Ano Eu Não Morro” marca o resgate de Antonio Carlos Belchior, trazendo a tona seu discurso ainda atual em relação a política brasileira.
    Belchior acreditava na força do amor e na potência transformadora da arte na vida das pessoas. Diante de um cenário repleto de medo e inseguranças sobre o futuro do país, a voz desse belíssimo poeta se faz necessária para pensarmos um mundo igualitário.
    O musical conta com a direção de Pedro Cadore, que também assina a organização de textos ao lado de Cláudia Pinto. Mais do que sua biografia, a peça pretende mostrar ao espectador a filosofia de um dos ícones mais misteriosos da Música Popular Brasileira.
    O cantor e compositor Belchior nasceu dia 26 de outubro de 1946, em Sobral, norte do Ceará, e já no início da década de 70 veio para o eixo Rio-São Paulo tentar emplacar suas canções em festivais de música. Seu sucesso inicial aconteceu quando a cantora Elis Regina interpretou duas de suas músicas em seu espetáculo ‘Falso Brilhante’: “Velha Roupa Colorida” e “Como Nossos Pais”.
    Belchior faleceu há dois anos, mas seus últimos dez anos de vida já foram de quase silêncio total para a mídia, com raras notícias, entrevistas ou shows.
    Na primeira temporada, no Teatro João Caetano, os filhos do homenageado, Camila e Mikael Henman Belchior e a mãe Ângela, assistiram ao espetáculo e comentaram o quão emocionante foi a experiência:
    “Nos emocionamos em ver uma produção sobre a obra do nosso pai tão alinhada com a proposta artística dele. O foco nas palavras de Belchior, tanto de músicas quanto de entrevistas, enaltece o compromisso do espetáculo com a filosofia do artista. Desejamos vida longa ao musical “Ano Passado Eu Morri, Mas Este Ano Eu Não Morro” e que ele alcance o Brasil inteiro. Parabéns a todos pelo lindo trabalho e empenho, que tenha sido a primeira temporada de muitas por vir!”
    Em Fortaleza, os irmãos Francisco Gilberto Belchior e Emilia Belchior rodeados de sobrinhos e a filha Vannick Belchior aplaudiram e se emocionaram com o espetáculo, sendo unanimes em afirmarem que o musical é uma linda e honesta homenagem ao seu irmão e pai Belchior.
    “BELCHIOR: Ano Passado Eu Morri, Mas Esse Ano Eu Não Morro” é uma produção de João Luiz Azevedo, que promete trazer uma sessão de nostalgia aos fãs e aos que não conhecem sua poesia inigualável.
    Certamente um musical diferente, simples e necessário.

    Próximas datas do musical:

    Dias 20 e 22 / Setembro – Teatro Liberdade em São Paulo
    Dia 11/outubro – Teatro Via Mar em Fortaleza (CE)
    Dia 13/outubro – Teatro Lauro Monte Filho em Mossoró (RN)
    Dia 26/ Outubro (aniversário de Belchior) – Teatro Rival BR ( RJ )
    Dias 09 e 10 / novembro – Teatro Fernanda Montenegro – Curitiba (PR)

    FICHA TÉCNICA:

    BELCHIOR: ANO PASSADO EU MORRI, MAS ESSE ANO EU NÃO MORRO – O Musical
    Organização de Textos: CLÁUDIA PINTO e PEDRO CADORE
    Direção: PEDRO CADORE
    Atores: BRUNO SUZANO e PABLO PALEOLOGO
    Músicos: CACÁ FRANKLIN (percussão), DUDU DIAS (baixo), EMILIA B. RODRIGUES (bateria), MONICA AVILA (sax/flauta), NELSINHO FREITAS (teclado) e RICO FARIAS (violão/guitarra)
    Direção Musical: PEDRO NÊGO
    Direção de Arte e Cenografia: JOSÉ DIAS
    Iluminação: RODRIGO BELAY
    Produção Geral, Assessoria de Imprensa e Marketing: JOÃO LUIZ AZEVEDO

    Theatro Municipal de Niterói

    Rua Quinze de Novembro, 35 - Centro, Niterói - Telefone: (21) 2620-1624
    Informações e reserva de ingressos pelo whatsapp (21) 99731-093
    Dias 06, 07 e 08 de setembro/2019.
    Sexta 20h, sábado às 19h e domingo 18h
    Classificação indicativa: recomendado para maiores de 12 anos
    Valor dos ingressos: R$ 60,00 / R$ 30,00 (meia para estudantes, jovens até 21 anos e idosos acima de 60 anos)
    Tempo de Duração: 70 minutos
    Pontos de Venda de Ingressos: Bilheteria do Teatro.

    Produção: Boca Fechada Produções Artísticas

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail