Réveillon Rio 2020 reúne 2,9 milhões de pessoas em Copacabana
  • Réveillon Rio 2020 reúne 2,9 milhões de pessoas em Copacabana

    Foto: Fernando Maia/Riotur 
    A melhor festa de réveillon do mundo também foi a maior em 2020. Na praia de Copacabana, 2,9 milhões de pessoas se reuniram para assistir aos 14 minutos de queima de fogos, que coloriram os céus da princesinha do mar e emocionaram os cariocas e turistas ansiosos pelo espetáculo à parte que foi a queima das quase 17 toneladas de fogos de artificio.

    A festa deste ano contou com quatro palcos pela orla. O palco principal, com tema “Amor a Cada Vista”, fez uma reverência à beleza natural e arquitetônica do Rio de Janeiro e a diversidade das paisagens, comemorando a escolha da cidade como a primeira Capital Mundial da Arquitetura. Grandes artistas, como Anayle Sullivan, Allyrio Mello, Diogo Nogueira, Ferrugem e DJ Marlboro, que homenageou os 30 anos do Funk, e a campeã do Carnaval Rio 2019, Estação Primeira de Mangueira, se apresentaram no palco localizado em frente ao hotel Belmond Copacabana Palace. Outros três palcos ocuparam a orla e, até às 3h, o público pode curtir uma playlist exclusiva de cada DJ. O palco Verão TIM Rock, no Posto 3, foi comandado pelo DJ Dodô; o Palco Verão TIM Pop, no Leme, foi da DJ Giordanna Forte; e o Palco Verão TIM Samba, no Posto 5, foi comandado pelo DJ MAM.

    O Réveillon de Copacabana é uma realização da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, através da Riotur, com patrocínio da Tim Brasil, da cerveja Antarctica, do Governo do Estado do Rio de Janeiro e Secretaria de Estado de Cultura / Lei Estadual de Incentivo à cultura e do Governo Federal / Ministério da Cultura, e criação e produção da SRCOM.

    >> O material fotográfico referente ao evento está disponível no Flickr da Riotur - www.flickr.com/riotur

    BALANÇO PARCIAL DOS ÓRGÃOS MUNICIPAIS

    SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA
    A Coordenadoria de Controle Urbano, da Secretaria Municipal de Fazenda, realiza ação de ordenamento urbano durante a festa de Réveillon 2020, em Copacabana, em parceria com a Secretaria Municipal de Ordem Pública, Vigilância Sanitária, entre outros órgãos.

    Até o momento foram apreendidos 1053 itens em situação irregular, como bebidas vendidas em garrafas de vidro, peças de vestuário, bolsas, estruturas metálicas e carroças de pipoca e churros, além de 110 quilos de camarão, flores e outros itens. Os objetos foram identificados e levados para o depósito municipal.

    Já a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização, também da Fazenda, vistoriou os quiosques das praias para verificação de publicidade e de eventual invasão irregular do espaço publico.

    GUARDA MUNICIPAL

    A Guarda Municipal do Rio deteve sete pessoas, sendo cinco adolescentes, em ocorrências de furto de celular e de cordão registradas até as 18h desta terça-feira, dia 31, durante a Operação Réveillon 2020, na Praia de Copacabana, Zona Sul do Rio. O esquema especial começou às 7h e vai até as 19h do dia 1 de janeiro, envolvendo o total de 1.774 guardas municipais, sendo 616 de trânsito, divididos em turnos.

    A equipe do Grupamento Especial de Praia e Marítimo retirou 135 barracas de camping e registrou seis casos de crianças perdidas na areia, além de orientar 50 pessoas sobre o uso da área de lazer. Em ação preventiva realizada na orla, guarda municipais do Grupamento de Ronda Escolar identificou 1.300 crianças com pulseiras, para facilitar a localização dos pais ou responsáveis caso se percam durante o evento e ainda distribuiu 800 ventarolas educativas.

    Agentes do Grupamento Especial de Trânsito registraram 480 infrações somente em Copacabana. As equipes atuam com foco nos pontos de bloqueio e na fiscalização do estacionamento irregular nas principais vias do bairro, e contam com suporte de rádios transmissores e smartphones para o contato direto com o Centro de Operações (COR), permitindo a comunicação imediata em situações de emergência ou em relação a mudanças de sinalização, priorizando a fluidez e a escoação do público ao término do evento.

    COMLURB
    Operação especial de limpeza para o Réveillon

    Como acontece todos os anos, a Comlurb preparou uma megaoperação de limpeza durante o Réveillon para garantir que cariocas e turistas possam ter tranquilidade e bem-estar na hora de acompanhar a passagem do ano. A companhia colocará 3.420 funcionários distribuídos nos diversos pontos de festejo, que vão trabalhar com o apoio de 177 veículos, entre eles caminhões basculantes , compactadores, do tipo gaiola e pipas, e mais 35 equipamentos, como pás mecânicas, mini pás e tratores de praia. Serão instalados 1.315 contêineres e 140 caixas metálicas de 1.200 litros. A Comlurb vai atuar em todo lugar onde houver festividade, incluindo do Leme ao Pontal, além de Piscinão de Ramos e Parque Madureira. Os trabalhos começam com a pré-limpeza, no dia 31/12, em diversos pontos e continuam até a entrega da cidade limpa no dia seguinte. A preocupação com a sustentabilidade, marca do trabalho da Companhia nos grandes eventos, vai se repetir nesse Réveillon. Além dos funcionários atuando apenas na coleta seletiva, serão colocadas tendas para receber os materiais potencialmente recicláveis.

    Operação Réveillon – Copacabana - A Operação Réveillon em Copacabana tem seu ponto mais alto a partir das 6h do dia 1°, com 1.202 funcionários, que contarão com o apoio de 73 veículos, entre caminhões compactadores, basculantes e pipas e 18 equipamentos diversos, como pás mecânicas, mini pás e tratores de praia. Copacabana contará com a instalação de 750 contêineres e 120 caixas metálicas de 1.200 litros. A eficiência dos trabalhos vai garantir as vias e as calçadas limpas até as 10h do primeiro dia de 2020, com tudo lavado e desodorizado para a liberação das pistas.

    Toda a orla - A Operação Réveillon nas praias do Arpoador, Leblon, São Conrado, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes contará com a atuação de 1.758 funcionários, que vão trabalhar com o apoio de 79 veículos, entre caminhões basculantes, compactadores e pipas, e 15 equipamentos diversos, como pás mecânicas, mini pás e tratores de praia. Serão instalados em toda essa extensão 300 contêineres e 20 caixas metálicas de 1.200 litros.

    Parque Madureira e Piscinão de Ramos - No Parque Madureira, serão 69 funcionários trabalhando na limpeza com o apoio de dois caminhões compactadores. Já no Piscinão de Ramos, a Comlurb vai atuar com 56 funcionários com o apoio de quatro caminhões basculantes e um compactador, além de dois equipamentos diversos. Serão instalados 30 contêineres para o descarte correto dos resíduos.

    VIGILÂNCIA SANITÁRIA
    Vigilância Sanitária conclui inspeções prévias em pontos de eventos do maior evento do planeta

    Técnicos da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses do Rio concluíram nesta terça-feira, 31, todo o roteiro de inspeções prévias do réveillon na orla das zonas Sul e Oeste. Restaurantes, hotéis, piscinas, academias, salões de beleza, estúdios de piercing e quiosques começaram a ser vistoriados em 9 de novembro como forma de prevenir riscos à saúde pública, sendo que nos últimos quatro dias as equipes atuaram em pontos de eventos no Flamengo, Piscinão de Ramos, Sepetiba, Guaratiba e Copacabana. Ao todo, foram realizadas 38 inspeções e aplicadas 12 infrações, mas sem gravidade. A maioria foi por armazenamento inadequado de produtos e falta de licenciamento sanitário, que este ano, com a implantação do primeiro Código Sanitário do Município, passou a ser exigido de todas as atividades econômicas exercidas na cidade.

    Nos pontos de eventos, as equipes conferiram instalações e condições higiênico-sanitárias dos caterings artísticos e a estrutura de saúde, com o reforço de orientações para as adequações de última hora. Somente em Copacabana, foram inspecionados quatro postos médicos e ainda 48 ambulâncias distribuídas por diversos pontos do bairro. “Conferimos desde a montagem, no dia 27, até a véspera, com nossos técnicos apenas orientando sobre pequenos ajustes. Sem dúvida, este é o resultado dos muitos cursos de capacitação e outras atividades educativas que ampliamos a cada ano”, explicou Virgílio Adonai, coordenador de Saúde da Vigilância Sanitária.

    O roteiro - Desde 9 de novembro, quando a Vigilância iniciou o roteiro de fiscalizações especiais na orla, foram 827 inspeções que resultaram em 343 termos de intimação com adequações a serem cumpridas, 327 infrações por irregularidades (como falta de higiene e o armazenamento inadequado de produtos) e 24 interdições, sendo que os estabelecimentos já providenciaram as exigências e voltaram a funcionar.

    - Nosso objetivo maior é conscientizar sobre os cuidados de higiene e outros protocolos essenciais para a prevenção de riscos. E conferimos tudo, como o uso correto de uniformes, a existência da licença sanitária e até o comprovante da capacitação em cursos que oferecemos, como o de manipulador de alimentos. Atuamos desde novembro de sexta à segunda-feira na Operação Verão coordenada pela Seop (Secretaria Municipal de Ordem Pública), e começamos em 10 de dezembro a nossa operação Vigilância no Verão, com 30 técnicos atuando exclusivamente na orla de terça à quinta-feira. E vamos seguir com essas ações de segurança, pois elas fazem parte não só do réveillon como do dia a dia do verão carioca – disse o médico-veterinário Pedro Paulo Ferraz, coordenador de Fiscalização Sanitária da Vigilância.

    SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
    ATÉ O ÚLTIMO MINUTO DE 2019, 267 ATENDIMENTOS NOS POSTOS MÉDICOS

    Prefeitura montou quatro unidades pré-hospitalares na orla de Copacabana

    Já é 2020 e, em Copacabana, os postos de atendimento médico montadados pela Prefeitura para atender o público do maior Réveillon do mundo seguem a todo o vapor. Até o último minuto de 2019, 267 pessoas foram atendidas nas quatro unidades pré-hospitalares, a maior parte por mal-estar devido ao calor e ao excesso de bebida alcoólica e a lesões provocadas por objetos perfuro-cortantes ou agressões.

    Os postos médicos estão localizados na Praça do Lido e na orla (pista central da Avenida Atlântica) altura das ruas Princesa Isabel, República do Peru e Bolívar em função de maior concentração de público. São preparados para dar o atendimento de emergência e com alto grau de resolutividade, o que evita que as pessoas sobrecarreguem hospitais e UPAs da rede. Somente casos de maior complexidade são transferidos em ambulâncias para as unidades da rede. Até a meia-noite, apenas 11 pessoas precisaram ser levadas aos hospitais.

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Fonte ASCOM 

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail