Banda Leela reaviva sonho de 1977 em que Raul Seixas previu parada do mundo em 2020
  • Banda Leela reaviva sonho de 1977 em que Raul Seixas previu parada do mundo em 2020

    Banda Leela
    ♪ A banda Leela reaviva em single o sonho de 1977 em que Raul Seixas previu a paralisação do mundo, tal como ela aconteceria neste ano de 2020 por conta da pandemia do covid-19.
    Naquele ano de 1977, Raul Seixas (1945 – 1989) estreou na gravadora WEA – então recém-instalada no Brasil – com o álbum O dia em que a terra parou. O título do disco reproduziu o nome do filme norte-americano The day the earth stood still, longa-metragem de ficção científica estreado em 1951 nos Estados Unidos.
    O maior sucesso deste álbum em que o cantor e compositor baiano abriu parceria com Cláudio Roberto – substituto de Paulo Coelho no posto de principal parceiro de Raul e coautor de todas as dez músicas do disco autoral – foi a canção Maluco beleza, cujo título se tornaria alcunha de Raul.
    Contudo, a música-título O dia em que a terra parou também sobressaiu no repertório do álbum e ganhou novo relevo neste ano de 2020 por conta da letra premonitória, escrita há 43 anos com versos que contam sonho então irreal sobre a paralisação do mundo. Foi esse rock O dia em que a terra parou que a banda Leela regravou em single lançado na sexta-feira, 29 de maio.
    Curiosamente, a gravação foi feita às vésperas do início da quarentena na cidade de São Paulo (SP), onde reside a banda de origem carioca. Em 17 de março, Bianca Jhordão (voz), Rodrigo O'Reilly Brandão (guitarra), Guilherme Dourado (baixo) e Fabiano Paz (bateria) estavam em estúdio quando, alertados sobre a necessidade iminente do isolamento social em São Paulo, tiveram a boa ideia de tocar o rock O dia em que a terra parou para entrar no clima da cidade naquele momento.
    Ao fim do ensaio, a banda acabou fazendo registro da música para ser burilado em um próximo ensaio que nunca aconteceu por conta da quarentena. Contudo, aquela gravação foi posteriormente produzida e mixada por Rodrigo O'Reilly Brandão no estúdio paulistano Music Bunker, gerando o single lançado pela Leela ao fim deste mês de maio juntamente com o clipe da gravação, estrelado por Vivi Seixas, filha de Raul.
    Embora inicie e termine em tempo de delicadeza, a abordagem da música O dia em que a terra parou pela Leela tem pegada roqueira que evoca a gravação original de Raul, mas com sutilezas próprias da banda, como a simulação de batida marcial pelo baterista Fabiano Paz durante os versos “O comandante não saiu para o quartel / Pois sabia que o soldado também não 'tava lá”.

    ♪ Eis, a propósito, a letra de O dia em que a terra parou :

    O dia em que a terra parou

    (Raul Seixas e Cláudio Roberto)

    “Essa noite eu tive um sonho de sonhador

    Maluco que sou, eu sonhei

    Com o dia em que a Terra parou

    Com o dia em que a Terra parou

    Foi assim

    No dia em que todas as pessoas

    Do planeta inteiro

    Resolveram que ninguém ia sair de casa

    Como que se fosse combinado em todo o planeta

    Naquele dia, ninguém saiu de casa, ninguém

    O empregado não saiu pro seu trabalho

    Pois sabia que o patrão também não 'tava lá

    Dona de casa não saiu pra comprar pão

    Pois sabia que o padeiro também não 'tava lá

    E o guarda não saiu para prender

    Pois sabia que o ladrão, também não 'tava lá

    E o ladrão não saiu para roubar

    Pois sabia que não ia ter onde gastar

    No dia em que a Terra parou (Êêê)

    No dia em que a Terra parou (Ôôô)

    No dia em que a Terra parou (Ôôô)

    No dia em que a Terra parou

    E nas Igrejas nem um sino a badalar

    Pois sabiam que os fiéis também não 'tavam lá

    E os fiéis não saíram pra rezar

    Pois sabiam que o padre também não 'tava lá

    E o aluno não saiu para estudar

    Pois sabia o professor também não 'tava lá

    E o professor não saiu pra lecionar

    Pois sabia que não tinha mais nada pra ensinar

    No dia em que a Terra parou (Êêê)

    No dia em que a Terra parou (Ôôô)

    No dia em que a Terra parou (Ôôô)

    No dia em que a Terra parou

    O comandante não saiu para o quartel

    Pois sabia que o soldado também não 'tava lá

    E o soldado não saiu pra ir pra guerra

    Pois sabia que o inimigo também não 'tava lá

    E o paciente não saiu pra se tratar

    Pois sabia que o doutor também não 'tava lá

    E o doutor não saiu pra medicar

    Pois sabia que não tinha mais doença pra curar

    No dia em que a Terra parou (Êêê)

    No dia em que a Terra parou (Ôôô)

    No dia em que a Terra parou (Ôôô)

    No dia em que a Terra parou

    Essa noite eu tive um sonho de sonhador

    Maluco que sou, acordei

    No dia em que a Terra parou (Oh Yeeeah)

    No dia em que a Terra parou (Ôôô)

    No dia em que a Terra parou (Eu acordei)

    No dia em que a Terra parou (Acordei)

    No dia em que a Terra parou (Justamente)

    No dia em que a Terra parou (Eu não sonhei acordado)

    No dia em que a Terra parou (Êêêêêêêêê...)

    No dia em que a Terra parou (No dia em que a terra parou)”

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Por Mauro Ferreira/G1
    Jornalista carioca que escreve sobre música desde 1987, com passagens em 'O Globo' e 'Bizz'. Faz um guia para todas as tribos

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail