CNN exibe ao vivo depredação de sua sede em protesto racial
  • CNN exibe ao vivo depredação de sua sede em protesto racial

    Sede da CNN nos Estados Unidos
    Na noite de sexta-feira (29), o CNN Center, quartel-general da emissora de notícias em Atlanta, no estado americano da Geórgia, foi cercado e atacado por participantes do protesto pela morte do segurança negro George Floyd, asfixiado pelo policial branco Derek Chauvin. As imagens da cena chocaram o mundo.
    O repórter Nick Valencia mostrou ao vivo a destruição de parte da fachada de vidro da CNN. Homens atiravam pedras contra os policiais que faziam um cordão de isolamento no lobby a fim de impedir o acesso ao interior do edifício, onde dezenas de profissionais estavam acuados.
    Em um momento, um jovem usou seu skate para estilhaçar uma porta. Foi possível ver na camiseta dele a mira a laser de várias armas dos policiais, prontos para atirar. O homem acabou se ferindo sozinho em uma das mãos.
    Do estúdio em Nova York, o âncora Chris Cuomo parecia não acreditar no risco iminente a seus colegas jornalistas em Atlanta. Pouco depois, outro apresentador, Don Lemon, que é negro, disse nunca ter visto violência semelhante nos anos em que viveu ali.
    Em pronunciamento na TV, a prefeita de Atlanta, a afroamericana Keisha Lance Bottoms, condenou o ataque ao prédio da CNN. Ela lembrou que o fundador da emissora, Ted Turner, gerou benefícios à cidade ao elegê-la como sede do canal.
    Mais cedo, um repórter negro da CNN, Omar Jimenez, havia sido algemado por policiais enquanto fazia a cobertura ao vivo das manifestações em Minneapolis. Diante da repercussão na mídia, o governador de Minnesota, Tim Walz, ordenou a soltura do jornalista e pediu desculpas à emissora.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Sala de TVBlog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail