Ministério da Saúde admite que quantidade de testes para coronavírus feita no Brasil não é ideal
  • Ministério da Saúde admite que quantidade de testes para coronavírus feita no Brasil não é ideal

    Covid-19 no Brasil
    O Brasil realizou até o momento 871,8 mil testes para o coronavírus, afirmou o Ministério da Saúde nesta terça-feira, 26. Os laboratórios públicos são responsáveis por 460,1 mil testes realizados, e os cinco grande laboratórios particulares, pelos outros 411,7 mil. A taxa de testagem é de 4,2 mil a cada milhão de habitantes, quantidade que a pasta admitiu não ser suficiente.
    Os testes realizados são do tipo RT-PCR, método que identifica o coronavírus em até sete dias do início dos sintomas, período em que o vírus ainda está agindo no organismo do paciente.
    "Estamos testando em uma quantidade não ideal para o tamanho, magnitude e dinâmica do Brasil, mas é melhor do que nos meses anteriores", afirmou o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário. Em março, no começo da pandemia no País, a média semanal de testagem era de 8,7 mil. Atualmente, é de 46,1 mil.
    O número, porém, ainda é bem distante dos 46 milhões almejados pela pasta ainda para este ano. No último dia 6, o ministério lançou o Programa Diagnosticar para Cuidar, cujo intuito era ampliar a testagem até atingir 22% da população.
    O governo comprou 13,9 milhões de RT-PCR, recebeu 4,7 milhões e repassou 3,1 milhões aos laboratórios públicos, ainda de acordo com informações divulgadas nesta terça-feira. Com isso, ainda há 9,1 milhões a serem entregues pelos fornecedores ao Ministério da Saúde. Sobre isso, Macário justificou que a capacidade de produção dos laboratórios não é imediata e que a maioria dos produtos é importado, neste momento em que há problema no transporte internacional. “Mas está dentro da nossa programação.”
    Mais de 3,7 mil óbitos estão em investigação para saber se foram por conta da covid-19 e aguardam o resultado de exames.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Estadão

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail