P!nk faz crítica ácida (e necessária) a quem se recusa a aderir ao isolamento social contra o coronavírus
  • P!nk faz crítica ácida (e necessária) a quem se recusa a aderir ao isolamento social contra o coronavírus

    P!nk
    P!nk teve coronavírus e sabe, vivendo na pele, como isso é grave. Ela está dando todo apoio no combate, mas não entende como algumas pessoas ainda se recusam a colaborar com as medidas de prevenção. Tem gente que continua saindo de casa, ignorando as ordens de ficar isolado socialmente e evitar riscos de contaminação.
    Dando uma alfinetada nesse tipo de atitude, P!nk usou seu Instagram recentemente para publicar uma “declaração” que esse tipo de pessoa deveria assinar, assumindo todos os riscos, abrindo mão de tratamento médico e custeando a quem foi prejudicado por suas ações.

    Leia:

    “Por meio deste, recuso todos os tratamentos médicos para esta doença, pois conscientemente corro riscos contra conselhos médicos. Como coloquei em perigo o público por minhas ações, também concordo em cobrir todas as despesas incorridas por aqueles que infectei e autorizo meu estado a cobrir essas mesmas despesas após minha morte”.



    Uma publicação compartilhada por P!NK (@pink) em

    Pesado, não é mesmo? Talvez algumas pessoas entendam, depois dessa! É hora de pensar em coletivo.
    No começo de abril, P!nk escreveu abertamente sobre seu caso de coronavírus. “Há duas semanas, meu filho de três anos, Jameson, e eu estávamos apresentando sintomas de COVID-19. Felizmente, nosso médico de atendimento primário teve acesso a testes e eu testei positivo”, lembrou ela. O começo assustou os fãs, mas ela foi logo acalmar. “Minha família já estava abrigada em casa e continuamos assim nas últimas duas semanas, seguindo as instruções do nosso médico. Apenas alguns dias atrás, fomos re-testados e agora somos felizmente negativos”, continua.
    P!nk ainda aproveitou para apontar a situação caótica no Estados Unidos. “É uma farsa e fracasso absoluto de nosso governo não tornar os testes mais amplamente acessíveis. Esta doença é grave e real. As pessoas precisam saber que a doença afeta os jovens e idosos, saudáveis e insalubres, ricos e pobres, e devemos tornar os testes gratuitos e mais acessíveis para proteger nossos filhos, famílias, amigos e comunidades”.
    Por fim, ela anunciou uma generosa doação. “Em um esforço para apoiar os profissionais de saúde que estão lutando na linha de frente todos os dias, estou doando US$500.000 para o Fundo de Emergência do Temple University Hospital, na Filadélfia, em homenagem a minha mãe, Judy Moore, que trabalhou lá por 18 anos na Cardiomiopatia. Além disso, estou doando US$ 500.000 ao Fundo de Crise de Emergência COVID-19 do prefeito da cidade de Los Angeles. OBRIGADA a todos os nossos profissionais de saúde e a todos no mundo que estão trabalhando tão duro para proteger nossos entes queridos. Vocês são nossos heróis! As próximas duas semanas são cruciais: por favor, fique em casa. Por favor. Fique. Em casa”, completou.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Fonte Popline

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail