• Saiba detalhes sobre nova doença que pode afetar crianças com Covid-19

    Foto: Getty Images
    O que é a doença que pode afetar crianças com Covid-19?

    Uma nova síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica está afetando crianças e adolescentes com Covid-19, uma faixa etária que até o momento parecia mais assintomática ou sofreu sintomas leves quando infectada com o coronavírus. No entanto, casos da doença já foram diagnosticados nos EUA e no Reino Unido, assim como em outros países europeus.
    Mas o que é essa condição e quais são os seus primeiros sinais? Na galeria, saiba mais sobre a síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica.

    Definição

    A condição vem sendo chamada pela comunidade médica como síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica.

    Faixa etária

    A síndrome afeta principalmente crianças, mas também pode se manifestar em adolescentes. A faixa etária abrange pessoas de dois a 15 anos.

    Comparações

    Os sintomas desta doença são semelhantes à síndrome do choque tóxico e à síndrome de Kawasaki.

    Sintomas

    Os sintomas incluem febre, erupção cutânea, dor abdominal, vômito, diarreia, língua avermelhada, conjuntivite e mãos ou pés inchados.

    Sintomas

    Pode acontecer de o corpo entrar em choque e levar a uma queda na pressão sanguínea.

    Quando a síndrome se desenvolve?

    Os sintomas surgem quando uma criança é infectada com o coronavírus ou semanas mais tarde.

    Como ela age?

    Uma teoria é que, quando se começa a produzir anticorpos para SARS-COV-2, o próprio anticorpo pode estar provocando uma resposta imune, dizem especialistas.

    Como ela age?

    A médica Jane Newburger, do Boston Children's Hospital acrescentou: 'Isso está acontecendo apenas em indivíduos suscetíveis, cujos sistemas imunológicos são construídos de uma maneira particular. Isso não acontece em todo mundo. Ainda é um evento realmente incomum em crianças'.

    Portanto, é uma síndrome rara

    'Ainda é muito rara, mas houve uma onda de casos', disse a cardiologista Jane Newburger, professora de pediatria da Harvard Medical School e diretora do Programa Kawasaki no Hospital Infantil de Boston.

    Possíveis complicações

    Mas há pacientes afetados por essa síndrome sofrem 'uma inflamação cardíaca em maior grau do que normalmente vemos na síndrome de choque de Kawasaki', explicou o Dr. Sean O'Leary, especialista em doenças infecciosas pediátricas do Children's Hospital Colorado Anschutz Medical Campus.

    Reino Unido

    Em 27 de abril, o The Guardian informou que pelo menos 12 crianças no Reino Unido manifestaram a síndrome.

    Reino Unido

    Mas, de acordo com um relatório de 7 de maio divulgado pela revista médica The Lancet, 'a unidade de terapia intensiva [pediátrica] do Hospital Infantil de Evelina London já recebeu mais de 20 crianças com apresentação de quadro clínico semelhante'.

    Reino Unido

    Em 1º de maio, o Royall College of Paediatrics and Child Health emitiu algumas orientações sobre essa nova síndrome.

    EUA

    Na manhã de 8 de maio, foi divulgado que 64 crianças adoeceram com essa síndrome em Nova York.

    EUA

    Em 6 de maio, o Departamento de Saúde do Estado de Nova York emitiu um comunicado para garantir que os profissionais de saúde estejam cientes da síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica potencialmente associada à Covid-19. O documento também fornece orientações sobre a notificação de casos.

    Europa

    Também houve alguns casos relatados na Europa.

    Itália

    Dr. Ravelli e sua equipe relataram 'um aumento incomum no número de pacientes com a doença de Kawasaki em regiões da Itália atingidos pela pandemia, observando que algumas crianças tinham Covid-19 ou tiveram contatos com casos confirmados de vírus'.

    Itália

    'Essas crianças não respondem ao tratamento tradicional', disse Ravelli, explicando ainda que alguns desses pacientes desenvolveram a síndrome do choque tóxico e tiveram que ser mandadas para unidades de terapia intensiva.

    Europa

    Até o momento em que esta galeria foi publicada, há um caso possível em Portugal e outros casos possíveis foram divulgados na França e na Bélgica.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    StarsInsider

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!