Jornal Nacional faz edição histórica ao retrar a triste marca de 100 mil mortos por Covid-19
  • Jornal Nacional faz edição histórica ao retrar a triste marca de 100 mil mortos por Covid-19

    JN
    No dia em que o Brasil atingiu a marca de mais de 100 mil vidas perdidas pela Covid-19, o Jornal Nacional promoveu uma edição histórica. Neste sábado (8), além do texto com críticas ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido) sobres os últimos cinco meses, o telejornal da Globo teve outros momentos que deram o que falar nas redes sociais.
    Logo no início, o JN exibiu uma reportagem lembrando de vítimas da pandemia. Em seguida, o noticioso apresentou uma matéria mostrando as dificuldades dos médicos em unidades sem respiradores e também o ato em homenagem aos mortos pelo coronavírus.
    No entanto, um dos pontos auges da edição histórica ficou para a última reportagem. Em oito minutos, o principal telejornal da Globo comentou sobre o tamanho da perda para o Brasil.
    “Cem mil despedidas. Cem mil despedidas em quatro meses e meio. Em que país cabe tanta dor?”
    , iniciou o repórter Pedro Bassan. “A maioria dessas pessoas não se conhecia. Elas viviam em lugares diferentes, cada uma com seus hábitos, com sua crença”, comentou ele.
    “Ao contrário de outras tragédias, em que as famílias pelo menos se unem e se apoiam, o sofrimento na pandemia é marcado pela solidão. Por isso, num momento como esse, são ainda mais importantes as palavras de conforto. Diante de mais de 100 mil vítimas, aparentemente tão diferentes, a dor nos faz descobrir que somos todos iguais
    “, completou o jornalista.
    O especial seguiu com falas e pensamentos de filósofos e religiosos, como Mario Sérgio Cortella, o babalaô Ivanir dos Santos, a Monja Coen, o pastor Ed René Kivitz, Ali Zoghbi, o rabino Nilton Bonder e do padre Jorjão.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Fonte Rd1

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail