Lucio Mauro Filho revela dificuldade para gravar Escolinha em casa
  • Lucio Mauro Filho revela dificuldade para gravar Escolinha em casa

    Lucio Mauro Filho
    Diante da pandemia do novo coronavírus, os artistas estão, cada vez mais, se reinventando. Um exemplo claro é a retomada das gravações da Escolinha do Professor Raimundo, da Globo, em formato de podcast. Apesar da solução, Lucio Mauro Filho, intérprete de Aldemar Vigário, encontrou dificuldades para incorporar o personagem nesse cenário.
    Não consegui fazer sentado. Meu personagem é em pé! Sentado, eu não conseguia entrar no personagem. Não conseguia entrar na voz e no puxa-saquismo“, explicou para a apresentadora Paula Oliveira. Para solucionar essa questão foi necessária criatividade: “Eu tive que colocar o microfone em um pedestal para mexer meus braços e tremer a voz“.
    Apesar disso, tudo deu certo e a situação fez com que Lucinho tivesse uma experiência prazerosa no meio do isolamento. “Posso dizer que foi um momento que mudou meu olhar sobre a quarentena. Deu um astral!“, garantiu.
    Além disso, a oportunidade lhe permitiu uma interessante reflexão. “A ‘Escolinha’ nasceu no rádio. De algum jeito, voltamos às origens. Eu adorei a experiência!“, celebrou.
    Recentemente, o ator compartilhou um belo clique ao lado da sua família, no Instagram, e encantou os seguidores. Na imagem, aparecem sua esposa, Cintia Oliveira, e seus três filhos, Bento, Luiza e Liz.

    Há 16 anos nosso primeiro filho tinha acabado de nascer, quando realizamos o sonho de ter o nosso cantinho no mato. Sonho duplo, pois o sítio tinha como vizinhos, meu mestre Ivan de Albuquerque, Leyla e seus filhos. Graças a eles conheci o lugar. Vínhamos com nosso grupo de teatro ensaiar os espetáculos entre cachoeiras e violadas. Quando Ivan partiu, eu e Cíntia viemos passar o Ano Novo com Leyla e assim que os primeiros raios solares do ano despontaram, atravessamos o poço que separa os terrenos e descobrimos uma casa abandonada. Ali Cici me garantiu: ‘Esse lugar vai ser nosso!’. E assim, dois anos depois, realizamos nosso sonho“, escreveu ele, emocionado.

    Confira:

    Ver essa foto no Instagram

    Há 16 anos nosso primeiro filho tinha acabado de nascer, quando realizamos o sonho de ter o nosso cantinho no mato. Sonho duplo, pois o sítio tinha como vizinhos, meu mestre Ivan de Albuquerque, Leyla e seus filhos. Graças à eles conheci o lugar. Vínhamos com nosso grupo de teatro ensaiar os espetáculos entre cachoeiras e violadas. Quando Ivan partiu, eu e Cíntia viemos passar o Ano Novo com Leyla e assim que os primeiros raios solares do ano despontaram, atravessamos o poço que separa os terrenos e descobrimos uma casa abandonada. Ali Cici me garantiu: Esse lugar vai ser nosso! E assim, dois anos depois, realizamos nosso sonho. Nossas crianças cresceram nesse lugar. Aqui eles aprenderam a andar descalços, á nadar na cachoeira e acima de tudo, cuidar, respeitar e ouvir os sinais da natureza. Em 2006, quando chegávamos para o carnaval, a companhia de Luz estava estacionada na porta da propriedade. A eletricidade havia chegado, trazendo uma nova era e nos levando a decidir de que jeito lidaríamos com ela. Claro que pra trocar fralda, fazer um curativo, limpar a casa e acima de tudo, ter uma geladeira, a luz era uma benção. Mas precisávamos tomar uma posição em relação á duas coisas que fazem qualquer cabana no mato virar um apartamento em Copacabana: Televisão e Telefonia/Internet. Decidimos por não tê-los. Até hoje é assim. Mesmo sendo urbanos, tendo celular desde cedo e sendo viciados em TV, nossos adolescentes nunca quiseram nada disso por aqui. Ainda mais agora que chegou a nova integrante da família, que jamais imaginamos que viria. Melhor do que qualquer seriado da NetFlix ou Rede Social, é poder assistir a inesperada Liz correndo pelo mato descalça, tomando banho na cachoeira mesmo aos 16 graus e brincando com os insetos mais pré-históricos que existem, sem sentir falta da Pepa ou da Princesinha Sofia. Totalmente integrada, como se estivesse conosco esses anos todos. Tenho certeza que Ivan e Leyla continuam por aqui, nos protegendo e orgulhosos por cuidarmos desse lugar com tanto amor. Viva a natureza! Viva a Vida! ❤️🌲⛰✨

    Uma publicação compartilhada por Lucio Mauro Filho (@luciomaurofilhooficial) em


    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Fonte Rd1

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

    Seguir por E-mail