• Microsoft anuncia programa com foco exclusivo no Brasil

    Microsoft

    Microsoft anunciou, nesta terça-feira, 20, o lançamento do programa "Mais Brasil". O objetivo da iniciativa, segundo a empresa, é de promover o crescimento do País de maneira inclusiva e sustentável por meio da tecnologia, trabalhando em três frentes distintas: expansão de serviços de computação em nuvem; capacitação de até 5,5 milhões de trabalhadores; e a proteção da floresta amazônica por meio de recursos de inteligência artificial (IA).
    "O anúncio de hoje demonstra o compromisso da Microsoft em apoiar uma recuperação econômica inclusiva no Brasil", afirma a presidente da Microsoft Brasil, Tânia Consentino. "Com os investimentos em qualificação, a expansão de nossa infraestrutura de nuvem e o compromisso de apoiar iniciativas sustentáveis que preservem o diverso ecossistema brasileiro, pretendemos promover mais inovação e crescimento no País".

    No que diz respeito à oferta dos seus serviços de nuvem, a Microsoft planeja incrementar sua malha de infraestrutura, criando um novo datacenter - local físico que armazena dados de empresas e pessoas físicas - no Rio de Janeiro (RJ). Até então, São Paulo (SP) era a única cidade com um centro de dados da empresa no Brasil.

    Com essa adição de mais um ponto para armazenamento e distribuição de dados, a Microsoft terá mais capacidade para oferecer seus principais serviços em nuvem, como, por exemplo, o software para tratamento de dados Power Platform e o programa de desenvolvimento de aplicações com base em IA Azure, a mais empresas. Hoje, 25 mil companhias brasileiras utilizam esses serviços.

    Na segunda frente da iniciativa "Mais Brasil", a Microsoft fez uma parceria com Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia para introduzir 20 cursos desenvolvidos pela própria empresa, que abordam temas desde a alfabetização digital até computação em nuvem e IA, na plataforma "Escola do Trabalhador 4.0", criada pelo governo federal. A perspectiva é de que 5,5 milhões de brasileiros sejam capacitados até 2023.

    O último pilar do novo programa incide sobre a sustentabilidade e proteção da floresta amazônica. A Microsoft firmou parcerias com a mineradora Vale e a ONG Imazon para oferecer recursos de IA que possibilitem a identificação prévia de focos de queimadas e ações de desmatamento, utilizando-se de modelos matemáticos e dados de imagens de satélite.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!