• Aproveite a experiência para empreender na terceira idade

    Foto: Jornal de Negócios do Sebrae/SP
    O empreendedorismo tem sido um caminho escolhido por brasileiros da terceira idade como alternativa para ter uma vida mais ativa, inclusive após a aposentadoria.
    Estimular o desenvolvimento de atividades empreendedoras nessa faixa etária é importante para manter essa parcela da população dentro da economia produtiva.
    Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que a população idosa, no Brasil, será de 30 milhões até 2020.
    A criação de negócios por pessoas na terceira idade ocorre por dois aspectos:

    • Oportunidade: a terceira idade é o momento em que há mais tranquilidade, conhecimento e segurança para se fazer o que se sabe ou o que se gosta, muitas vezes pela realização de um sonho;
    • Necessidade: as condições impostas pelo mercado de trabalho com a priorização da juventude em detrimento da experiência dos mais velhos ou para completar a renda obtida com a aposentadoria.
     Perfil

    A época da terceira idade pode ser aproveitada como momento ideal para investir em um negócio: diferentemente dos mais jovens, os idosos têm menos medo dos riscos e estão mais preocupados com a realização pessoal do que com a rentabilidade.
    A experiência e a maturidade profissional são favoráveis a esses empreendedores e contribuem para o sucesso de qualquer empresa.

     Oportunidades

    Assim como em qualquer idade, a decisão pela abertura de uma empresa passa pela análise de vantagens e desvantagens, além de exigir planejamento e avaliação das oportunidades.
    O conjunto de características identificadas nos idosos é favorável a negócios relacionados às atividades de consultoria, assessoria e prestação de serviços.
    Em geral, pessoas que começam a empreender depois dos 60 anos desenvolvem essas atividades de forma autônoma, principalmente nos setores de alimentação, comércio de varejo e imobiliário.

     Como começar

    Elaborar um bom plano de negócios, estudar o mercado e buscar capacitação são quesitos básicos. O Sebrae oferece apoio em todas as etapas.

    Veja o que deve também ser considerado para abrir um negócio na terceira idade:

    • Busque ajuda: experiência e aptidão são credenciais para abertura de um negócio, mas não basta para determinar o sucesso do seu empreendimento. Consulte especialistas para conseguir ajuda no amadurecimento da sua ideia e de sua viabilidade, além de saber por onde deve começar.
    • Invista em capacitação: o conhecimento e as competências adquiridas durante a vida profissional devem estar afiados. Isso deve ser valorizado, mas não pode dispensar mais conteúdo. Por isso, especialize-se na área de interesse do negócio. Faça cursos, participe de seminários, feiras e exposições.
    • Inove: observe o que há de novidade no mercado para oferecer produtos ou serviços diferenciados. Inovação implica não só investir em tecnologia, mas buscar soluções que tornem a sua empresa sustentável.
    • Seja dedicado: investir em um negócio exige determinação em qualquer idade. Há muitas pessoas com ideias, mas é preciso ter coragem e determinação para colocá-las em prática. Não ter medo de errar é uma característica de empreendedores de sucesso.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM! 

    Fonte Sebrae

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!