• Argentina começará a aplicar vacina russa até o fim de 2020

    Foto Reuters
    A Rússia fechou um acordo com a Argentina para oferecer 10 milhões de doses de sua vacina contra Covid-19 Sputnik V, o que permitirá ao país sul-americano começar a vacinar sua população neste mês.
    O presidente argentino, Alberto Fernández, disse que o país assinou o acordo com o fundo soberano russo, o que lhe permitirá vacinar 300 mil pessoas em dezembro e chegar a 10 milhões entre janeiro e fevereiro.
    Havia a opção de receber mais doses para inocular 5 milhões a mais em março, disse ele, engrossando o coro de apoio à qualidade da vacina, que a Rússia diz ser mais de 90% eficaz.
    "Quando a vacina russa estiver na Argentina, a primeira pessoa a recebê-la serei eu. Não tenho dúvida da qualidade da vacina", disse ele em uma coletiva de imprensa em Buenos Aires.
    "Ter um contrato que nos diz exatamente quando as vacinas poderão chegar à Argentina é um passo adiante e dá muita paz de espírito", acrescentou ele, dizendo que as primeiras doses irão para grupos de alto risco, trabalhadores essenciais e professores.
    A Argentina soma quase 1,5 milhão de casos confirmados de Covid-19 e 40.222 mortes, mas o índice diário de infecções caiu consideravelmente nos últimos meses.
    O país já firmou acordos para receber 22 milhões de doses da vacina que Oxford está desenvolvendo com a AstraZeneca e com o programa de vacina Covax. A vacina russa de duas doses custará menos de 20 dólares por pessoa.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Reuters

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!