• Prefeitura do Rio suspende áreas de lazer e proíbe estacionamento na orla

    Praia do Recreio dos Bandeirantes no posto 12
    A Prefeitura do Rio anunciou nesta quinta-feira (10) novas medidas para conter o contágio do novo coronavírus. Entre elas, estão a suspensão das áreas de lazer (vias que ficam fechadas aos domingos) e a proibição do estacionamento na orla nos finais de semana e feriados. As praias, porém, continuam liberadas. Bares, restaurantes e casas noturnas não terão o funcionamento alterado pelas medidas.
    As regras foram definidas, segundo a administração municipal, em reunião nesta quarta-feira (9) no Palácio da Guanabara, sede do governo do estado. Participaram o prefeito Crivella, o governador Cláudio Castro e os secretários de Saúde municipal e estadual.
    O dia em que as medidas entrarão em vigor ainda não foi confirmado. 

    As providências anunciadas são:

    • Escalonamento dos horários de funcionamento da indústria (a partir das 7h); dos serviços (a partir das 9h); e do comércio (a partir das 11h), para evitar aglomeração nos transportes públicos.
    • Proibição de estacionamento na orla nos fins de semana e feriados;
    • Cancelamento das áreas de lazer nas orlas de Copacabana, Ipanema e Leblon e no Aterro do Flamengo aos domingos e feriados (as pistas, portanto, não serão fechadas ao trânsito de veículos);
    • Proibição do uso de áreas comuns de lazer em condomínios, onde não são usadas máscaras, como saunas e piscinas.
    • Permissão para shoppings e Centros Comerciais ficarem abertos 24 horas, para evitar aglomerações nos meios de transporte - essa medida já tinha sido anunciada.
    A Prefeitura diz que os ambulantes legais que atuam na orla receberão cestas básicas enquanto durarem as novas medidas.
    Ainda segundo a Prefeitura, o conjunto de anúncios visa a proteger a população de situações de risco de contaminação pela Covid-19, mas sem interferir na cadeia produtiva e sem causar danos à economia.
    Tanto o prefeito quanto o governador voltaram a demonstrar preocupação com aglomerações e pediram que a população evite se expor a riscos desnecessários, use máscara e mantenha higiene cuidadosa das mãos.
    Algumas das medidas anunciadas nesta quinta, como a proibição de estacionamento da orla, já tinham sido tomadas em outros momentos da pandemia.
     
    Terceiro dia seguido com mais de 100 mortes

    O estado do Rio de Janeiro registrou nesta quinta-feira (10) 116 mortes e 3.560 casos confirmados da Covid-19, segundo balanço divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde. Foi o terceiro dia seguido com mais de 100 mortes e 3 mil casos aferidos.
    O Sistema Estadual de Regulação do Rio de Janeiro conta com 517 pessoas com Covid-19 ou com suspeita da doença na espera por atendimento, sendo que 266 pacientes aguardam um leito de UTI.
    O número atual de pessoas na fila de espera por um leito exclusivo de covid é mais do que três vezes o total de pacientes que aguardavam por um leito na rede estadual no dia 23 de novembro. Na ocasião, 162 pessoas aguardavam pela internação.
    Em maio, no ponto mais grave de toda a pandemia até aqui, a busca por uma internação chegou a 1.221 pessoas, o maior número registrado no Rio de Janeiro.

    Niterói anuncia compra de vacinas

    Também nesta quinta, a Prefeitura de Niterói fechou um acordo com o Instituto Butantan, em São Paulo, para comprar 1,1 milhão de doses da vacina Coronavac.
    O município fará o investimento de R$ 57 milhões no projeto de imunização, ao custo de 10 dólares por dose. As primeiras 300 mil vacinas chegarão na cidade no fim de janeiro para profissionais de saúde e idosos.

    Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

    Fonte G1

    Nenhum comentário

    Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!