News

10/recent/ticker-posts

Justiça Proíbe nego do Borel de citar o nome de Duda Reis

Duda Reis e Nego do Borel
Tudo pedido pelas advogadas de Duda Reis, a juíza Danielle Galhano Pereira da Silva, concedeu a atriz medidas protetivas de urgência contra Nego do Borel. Entre elas, a proibição de aproximação da vítima e sua família, bem como proibição de contato com os mesmos.
“Ante o exposto, concedo as seguintes medidas protetivas de urgência:

a) proibição de aproximação da ofendida, de seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros, pela distância mínima de 500 metros;

b) proibição de contato com a ofendida, com seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros por qualquer meio de comunicação (e-mail, mensagem de texto, telefone, carta, redes sociais e, inclusive, interposta pessoa);

c) proibição de frequentação de locais que a ofendida, seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros, costumam ir ou estejam (residência, local de estudo, trabalho e/ou lazer), mesmo que tenham chegado anteriormente ao local;”, diz o processo.

Em depoimento na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo, a atriz e digital Influencer, afirmou que o funkeiro possui um fuzil cout-m16 em sua residência. A juíza solicitou a suspensão da posse ou porte de arma de fogo e determinou a busca e apreensão do rifle, com mandado de urgência. Além disso, o cantor está proibido de marcar e/ou citar o nome de Duda Reis e de seu familiares nas redes sociais.
“Ressalte-se que a medida protetiva de proibição de contato proíbe o requerido de ‘marcar’ o nome da vítima, e de seus familiares (pais e irmã) em postagens que ele faça em quaisquer redes sociais, bem como comente postagens de qualquer um deles ou envie qualquer tipo de mensagem”.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM! 

Fonte Gutemberg Vieira

Postar um comentário

0 Comentários