News

10/recent/ticker-posts

Prefeito do Rio revoga medida que liberava público nos estádios

Estádio Maracanã
O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM-RJ), informou nesta 4ª feira (13.jan.2021) que a medida que liberou a presença de público nos estádios de futebol será revogada.
Na manhã desta 4ª feira (13.jan), as secretarias de Saúde do Estado e do município publicaram uma resolução conjunta (520 KB) sobre novas regras contra a covid-19. Entre as normas, estava prevista a volta dos torcedores às arquibancadas, com público reduzido.
Segundo Paes, a decisão das secretarias de liberar os estádios com uma ocupação máxima de 1/10 está correta tecnicamente. No entanto, afirmou, por meio do Twitter, que a medida será revogada porque é “quase impossível de ser fiscalizada”.


De acordo com a resolução publicada pelas secretarias, a liberação dos torcedores dependeria da classificação de risco para covid-19 da região, divulgada toda 6ª feira pelo município.
Se a região do estádio estiver em risco moderado, as arquibancadas poderiam receber 20% da capacidade se mantido o afastamento mínimo de 2 metros entre os torcedores. Se o risco estiver alto, somente 10%, com 3 metros de distância para cada um; se for risco muito alto, o público não poderia entrar.
O último jogo com torcida em estádios no Rio foi em 11 de março de 2020: Flamengo x Barcelona-EQU, pela Libertadores.
Sem público, a próxima rodada do Campeonato Brasileiro terá 2 jogos no Rio, no sábado (16.jan.21): Fluminense x Sport, no Nilton Santos, e Vasco x Curitiba, em São Januário.
A final da Taça Libertadores, que será em 30 de janeiro, no Maracanã, será com portões fechados, como decidiu a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol). O Palmeiras se classificou para a partida decisiva nessa 3ª feira (12.jan). Vai enfrentar o vencedor do jogo entre Santos e Boca Jrs. (ARG), a ser disputado nesta 4ª feira (13.jan).
A resolução que, segundo Paes, será revogada, também permite o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios, desde que a pessoa permaneça sentada em seu lugar. Estabelece ainda que deverá haver controle dos portões para evitar aglomerações na entrada e na saída.
O último boletim epidemiológico do Rio de Janeiro, divulgado em 8 de janeiro, informava 18 bairros do Rio com risco alto, nos quais estão localizados 3 dos principais estádios do Estado.
Com as regras, o Maracanã, que tem capacidade para 78.000 pessoas, poderia receber cerca de 8.000 torcedores. O Nilton Santos, com 46.000 lugares, deveria abrigar pouco menos de 5.000; e São Januário, com 21.000 no total, somente 2.000.
De acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde, o Rio de Janeiro registra 465.150 casos de coronavírus e 26.976 mortes por causa da covid-19.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!


Postar um comentário

0 Comentários