A maior parte das empreendedoras de sucesso encontra-se na meia idade

A maior parte das empreendedoras de sucesso encontra-se na meia idade

Foto: Gustavo Bresciani
Dia Internacional da Mulher.
 Pode ser no dia 8 de março, ou qualquer outro dia, porque  o empoderamento feminino é um tema que vem se tornando cada vez mais frequente nos debates em todos os espaços. A palavra, que tem origem no termo “empowerment” (fortalecimento, em inglês), significa o reconhecimento do poder das mulheres enquanto grupo social, a tomada de atitudes que vão contra o machismo imposto pela sociedade, sempre com foco na equidade entre os gêneros.
"Minha avó, nascida em 1920, a pessoa mais genuína, amorosa e altruísta que eu conheci na vida, sempre dizia uma frase que seguiu por gerações em nossa família: “se a juventude soubesse e a velhice pudesse, seria uma covardia”. Quando cresci e consegui entender que essa frase não era carregada apenas de uma questão cronológica, que inclusive estava baseada na expectativa de vida naquela época (as amigas da minha mãe que tinham a minha idade hoje eram pessoas quase da terceira/melhor idade para mim), mas principalmente de um contexto em que o aprendizado e a experiência nos permitem conhecer e reconhecer nossas habilidades, percebi que para ela, assim como para muitas mulheres na idade dela, não havia a oportunidade dessa descoberta quando ainda, cronologicamente, acreditavam que podiam realizar algo para si, a sociedade e o mundo", conta Roberta Borrelli, psicóloga e gestora de Pessoas/RH, criadora do Projeto MotivarAção.
Todos sabemos da trajetória feminina na sociedade e no mercado de trabalho, por meio de tantas lutas e movimentos, para que pudessem mostrar seu lugar e importância, e hoje caminham para uma nova realidade. De acordo com a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM),102 mil mulheres são empreendedoras em Mato Grosso do Sul. Deste grupo, 81 mil são autônomas e 63,8% possuem entre 40 e 64 anos – são mulheres maduras que se aventuram a empreender.”
Lançar-se no mundo de negócios e empreender está relacionado com diversos fatores que impulsionam mulheres e homens para trilhar esta trajetória, estejam eles relacionados com questões financeiras, com realização, com autonomia.
Contudo, estudos apontam que as motivações femininas para empreender são muitas vezes diferentes das dos homens. Destacam a motivação financeira, pois muitas mulheres querem sua autonomia ou precisam de renda para dar conta das suas responsabilidades. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o percentual de domicílios brasileiros comandados por mulheres apresentou crescimento de 25%, em 1995, para 45% em 2018, devido, principalmente, ao crescimento da participação feminina no mercado de trabalho. Além disso, 43% das mulheres que são chefes de domicílio hoje, no Brasil, vivem em casal – sendo que 30% têm filhos e 13% não.
Esse crescimento e avanço no mercado mostram que as mulheres são sim impulsionadas pelas motivações financeiras, mas há nesse contexto uma questão que faz com que elas, no Brasil, conforme estudo Global Entrepreneurship Monitor (GEM), em parceria com Sebrae e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), estejam à frente de 51% dos 57% de novas empresas geridas por pessoas com idade entre 50 e 59 anos nos últimos 13 anos. A possibilidade de executar uma atividade que traga satisfação pessoal, além da oportunidade de fazer a diferença e trazer o novo a um mercado, mostrando sua força, capacidade, energia e potencial.
As mulheres maduras, com seus repertórios, motivações e autoconhecimento, atualmente valorizam a identificação de seus talentos, suas fortalezas e oportunidades de ampliar seu potencial para seguir na direção de seu propósito e fazer as escolhas que lhe trazem satisfação e realização pessoal e profissional.

Empreendedores de sucesso estão na meia-idade e não na juventude, segundo os pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Assim como as mulheres que passam pelo projeto MotivarAção. Com certeza a avó de Roberta Borrelli também estaria satisfeita se pudesse perceber esse impacto e agir em um cenário em que a “velhice” sabe e, hoje, parece poder ainda mais.
projeto MotivarAção tem por objetivo  proporcionar a oportunidade de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal e profissional para quem busca crescimento, busca conhecer os seus talentos e potencial para se reinventar e ter sucesso, mas não sabe como se preparar para dar o próximo passo.

Instagram: @robertaborrelli @_motivaracao

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Assessoria de Imprensa:
Paula Ramagem

Post a Comment

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

Postagem Anterior Próxima Postagem