News

10/recent/ticker-posts

Ex-comissária de bordo e capa da 'Playboy' fala da luta contra um câncer grave: 'Morri e voltei'

Divulgação
Patrícia Kreusburg é uma sobrevivente e faz da sua vitória na luta contra o câncer uma inspiração para outras mulheres. Capa da "Playboy" quando trabalhava como comissária de bordo da Varig, em 2006, numa famosa capa da revista, ela foi diagnosticada com um câncer no ovário em 2019. Foram meses de tratamento, dez horas numa única cirurgia, seis sessões de radioterapia, força de vontade e muita fé na cura, que foi celebrada em fevereiro do ano passado. Desde então, Patrícia, que completou 45 anos na última quinta-feira, faz questão de dividir sua história, ou melhor, sua lição de vida.
"Aceitei isso como uma forma de expurgar essa coisa de mim e recomeçar. Hoje, eu posso dar força para outras mulheres que estão começando a passar por isso", disse ela numa live com o canal Clube da Vip, no YouTube.
Patrícia Kreusburg descobriu a doença já numa estágio avançado, mas não se abateu e, como ela mesma diz, encarou de frente o problema: "A gente nunca imagina que isso vai acontecer. Fazia meus exames regularmente, mas o câncer de ovário é difícil de detectar. É um câncer perigoso porque não tem sintomas no começo, só quando está mais grave. Mas encarei de frente. Fiquei muito inchada por causa da quantidade de remédios, perdi todos os pelos do corpo, mas não estava preocupada com isso. Estava focada em sobreviver".
A ex-comissária de bordo entrou precocemente na menopausa depois que precisou tirar os ovários, trompas e útero. "Ser mãe nunca foi um grande desejo, mas tive que digerir isso também. Bateu no meu psicológico e busquei ajuda com um profissional", contou ela, que sempre teve o marido, João, ao seu lado. Patrícia chegou a sofrer uma parada cardíaca durante a longa cirurgia que fez e costuma dizer que "ressuscitou": "Morri e voltei".

Ensaio foi para os Estados Unidos

Patrícia Kreusburg posou na capa da "Playboy" ao lado de outras duas comissárias de bordo, Sabrina Knop e Juliana Neves. A chamada de capa ficou famosa: "Os aviões da Varig". O ensaio fez tanto sucesso na época que foi reproduzido em outros sete países, como Estados Unidos e Argentina. Com salário atrasado na empresa de aviação, que dava sinais de falência, ela aceitou posar nua. Com o cachê, mudou sua trajetória profissional. "Comprei um carro popular e paguei meus estudos. Fiz mestrado em turismo e consegui me bancar em outra cidade com o dinheiro", disse a ex-coelhinha, que mora no Litoral Sul de São Paulo, onde surfa, e trabalha como professora e coordenadora na área de turismo.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Postar um comentário

0 Comentários