News

10/recent/ticker-posts

Mulheres de fibra que fazem o mundo ser de aço

 O primeiro dia Internacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos. As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas.  A história do Brasil está cheia de mulheres importantes e incríveis que marcaram sua época. São indígenas, brancas, negras e mulatas cheias de garra que fizeram a diferença na paz, na guerra e no mercado de trabalho. 

Fomos até algumas delas e fizemos a seguinte pergunta: Na sua opinião, de que forma a Mulher está fazendo a diferença no mercado de trabalho, num mundo dominado quase que exclusivamente pelos homens?  Confira as respostas:   


Foto/Arquivo pessoal 

’Os incômodos precisam ser transformados em espaços de fala e a mulher precisa ocupar estes espaços.   Às vezes, estas vozes parecem que não são ouvidas, mas tem muitas mulheres fazendo a diferença em algum lugar e o lugar.’’   Jacqueline Moraes – 45 anos - Vice-governadora do Estado do Espírito Santo, formada em Direito.


Foto/Arquivo pessoal 

‘’No Brasil, as mulheres, apesar da grande evolução do mercado de trabalho, ainda são tidas com " Sexo frágil " dadas as estáticas cargos executivos das maiores empresas brasileiras subiu de 8%, em 1990, para 13%, em 2000. No geral, entretanto, as mulheres brasileiras recebem, em média, o correspondente a 71% do salário dos homens. Pois no universo do trabalho as mulheres são ainda preferidas para as funções de rotina.’’  JANAÍNA SARTORI, 38 anos - Professora de Língua portuguesa E.M e EJA - Pós graduação em Educação Especial e Inclusiva.  

Foto/Arquivo pessoal 

‘’Acredito que na garra mesmo, em outros tempo era difícil a mulher ter um espaço, as pessoas darem credibilidade. Hoje não consigo ver a dificuldade como um todo, claro que tem sempre lugares que pra você mostrar seu valor, tem que ser firme, se posicionar, lugares que podem ainda ter dificuldades nesta aceitação, tendo mulher como destaque.  Mas, hoje é colocar a mão na massa, e mostrar nosso trabalho, garra, força, determinação, firmeza, temos tantos exemplos de mulheres fortes que conduzem tão bem neste meio’’.   MOYZA MAGALHÃES, 35 anos - Formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda, Locutora de Rádio - Produtora Banda Fortunia. 

Foto/Arquivo pessoal 

‘’A mulher se tornou muito independente e empoderada há tempos, na medida em que obteve sua liberdade financeira e profissionalizante sua autonomia e sabedoria em lidar com certas dificuldades superou a sua liberdade. Infelizmente ainda há aquelas que, por alguma razão, estão presas a sentimentos machistas e hipócritas que surgem pelo sexo oposto. Espera-se que a mulher tire a venda dos olhos e siga a sua vida com liberdade, independência e coragem.’’   FLÁVIA FIRME, 41 anos – Pedagoga  

 

 Foto/Arquivo pessoal 

‘’Trabalhando com foco em seu crescimento e sua formação profissional. A mulher é determinada e segura em tudo que faz. Embora delicada e aparentemente frágil é de uma força colossal.’’ REGINA LÚCIA, 53 anos -  Atriz e Radialista

                   


                 Foto/Arquivo pessoal 

’Acredito que a mulher em todo a sua ESSÊNCIA está não a frente, mas ao lado dos homens complementando e agregando charme , elegância e novos olhares ao universo masculino.  Assim como YIN e YANG. Um completa o outro, formatando assim, um perfil auto ditada e evolutivo’’.     KÊNIA ESTEVES, 59 anos - Diretora do Essência SPA DELIVERY e especializada na Cura pela água. 

  

Foto/Arquivo pessoal  

‘’A Mulher faz diferença por estar nele.’’   GABRIELA MALINI, 22 - Estudante de Letras Português/ Espanhol pela Universidade Federal do Espírito Santo.  

Foto/Arquivo pessoal 

‘’A mulher faz diferença quando mostra que liderar é tarefa genuinamente feminina, com vigor e delicadeza, com envolvimento e empatia.’’   LENISE LOUREIRO, 51 - Secretária Estadual de Gestão e Recursos Humanos do Espírito Santo. 

Foto/Arquivo pessoal 

A palavra "diferença" já é sinônimo do que a presença de mulheres traz para o mundo do trabalho: outro olhar, outras vivências. Mulheres precisam ser versáteis, fortes (sim!), resistentes, criadoras - por sua própria natureza, pela necessidade, pela cultura do mundo em que vivemos. Um mundo composto por mais diferenças é um mundo mais rico''   SONINHA FRANCINE, 53 - Atua na área Pública  

Foto/Arquivo pessoal 

Prefiro Parafrasear o texto de Conceição Evaristo que já diz tudo: ‘’Eu fêmea-matriz. Eu força-motriz. Eu-mulher abrigo da semente moto-contínuo do mundo. A mulher é a matriz’’.    CIBELE VERRANGIA – Doutora em Letras e Professora de Estudos Literários da Universidade do Espírito Santo. 

Neste dia 08 de Março, comemoramos o dia Internacional da Mulher e estas figuras femininas são de grande representatividade no mercado de trabalho atual. 

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Por Joacles Costa  

Postar um comentário

0 Comentários