News

10/recent/ticker-posts

Série musical “Ficar em Casa é Show” é garantia de belas apresentações virtuais ao público da melhor idade

Divulgaçào
Uma série musical voltada para o público acima dos 60 anos de idade, mas que foge dos rótulos considerados comuns para esta faixa etária. Esse é o propósito da série musical “Ficar em Casa é Show”, que estreia nesta quarta-feira (10) às 21 horas. Elaborado pela diretora Renata Grecco, as apresentações virtuais recriam e renovam o repertório sobre gêneros clássicos do cancioneiro nacional com os dias atuais.

Percebendo um cansaço de parte do público em relação ao formato “live”, Renata Grecco quis estabelecer parâmetros artísticos e técnicos para a série que reaproximasse os artistas deste espectador.Produzida de forma precisa para o formato online, as apresentações serão exibidas no canal do YouTube de cada participante. O projeto conta com a direção de fotografia de Michael Hocherman e o editor Ramique Mello na equipe cinematográfica.

“A ideia é que o espectador sinta que está assistindo a um espetáculo criado especificamente para este formato e não adaptado a ele. Acho que conseguimos isso”, diz a diretora.  

Atualmente no ar com a reprise de “Laços de Família” no “Vale a Pena Ver de Novo”, da TV Globo, a atriz e cantora Soraya Ravenle é uma das participantes. Atuando no terceiro episódio da série, ela canta em um show que reverencia as cantoras do rádio, sendo acompanhada pelo pianista Itamar Assiere.

A eterna intérprete de Yvete, melhor amiga de Helena, vivenciada por Vera Fischer na trama, mostra no repertório canções como “Se queres saber” (Peter Pan), “Errei Sim” (Ataulfo Alves) e “Último Desejo” (Noel Rosa), que se unem a “Galope” (Gonzaguinha) e “Universo no Teu Corpo” (Taiguara) em arranjos criados pela dupla de artistas à distância, respeitando o isolamento social. O show vai ao ar na sexta (12) às 21 horas.

Já o show de abertura, programado para acontecer na quarta (10), também às 21 horas, o duo formado por Lívia Nestróvski e Fred Ferreira se debruça sobre o universo das serestas. No dia seguinte, quinta (11), também no mesmo horário, o cantor, violoncelista e violonista Lui Coimbra, também diretor musical da série, apresenta em “Saudade Sertaneja”, uma visão particular do repertório que se convencionou chamar de caipira em um show solo que resgata e recria clássicos do gênero.

No quarto concerto, marcado para sábado (13), “Ô Abre Alas” é levado ao ar por Mariana Baltar (voz) e Josimar Carneiro (violão de sete cordas), que fazem do repertório de marchinhas carnavalescas um retrato colorido e sensível deste nosso povo fadado à alegria.

Para encerrar a série, o Duo Vieira, formado por Rebeca Vieira e Ricardo Vieira, presenteia o público com o show “Pérolas para Jobim”, no qual apresenta as músicas do maestro Tom Jobim que prenunciaram a Bossa Nova. O repertório consiste num recorte temporal entre 1947 e 1958 (Pré-Bossa) com canções do maestro e parcerias. Cada "pérola" recebeu arranjos originais para voz e violão de sete cordas, inspirados nas particularidades das canções e sua singular linguagem.

Produzida por Flavio Loureiro através da Lei Aldir Blanc e premiado no Edital Retomada Cultural da Secretaria de Estado do Rio de Janeiro, o projeto atendeu inúmeros cuidados de biossegurança como testagem de toda a equipe técnica e artística por exames de RT-PCr antes de cada gravação, uso de máscaras N95 por toda a equipe (exceto pelos artistas na hora das gravações), esterilização de mãos e equipamentos e uso de propé.

O local das gravações escolhido pela diretora Renata Grecco, a Casa da Glória, também observou estes cuidados por se tratar de um casarão histórico com enormes janelões que permaneciam abertos até a hora de gravar. O que se mostrou também uma feliz coincidência com o nome da série “Ficar em Casa é Show”.

Os artistas escolhidos são casais que já passavam o isolamento juntos, o que permitiu que ensaiassem sem estarem expostos a riscos. A exceção foi a dupla Itamar e Soraya que ensaiou remotamente. 

 

SERVIÇO

ao vivo no YouTube dos artistas

SHOWS

SERESTAS ETERNAS – nuvem rósea, chão de estrela

10 março (quarta) às 21 horas

Lívia Nestróvski voz

Fred Ferreira guitarra, viola caipira, bandola venezolana e arranjos

SAUDADE SERTANEJA

11 março (quinta) às 21 horas

LUI COIMBRA voz, violoncelo, violões e arranjos

AS CANTORAS DO RÁDIO

12 março (sexta) às 21 horas

SORAYA RAVENLE voz

ITAMAR ASSIERE piano

Ô ABRE ALAS

13 março (sábado) às 21 horas

MARIANA BALTAR voz

JOSIMAR CARNEIRO violão de sete cordas

PÉROLAS PARA JOBIM

14 março (domingo) às 21 horas

Rebeca Vieira voz

Ricardo Vieira violão de sete cordas

FICHA TÉCNICA

Direção artística: RENATA GRECCO

Direção Musical: LUI COIMBRA

Direção de Produção: FLAVIO LOUREIRO

Direção de imagem: RAMIQUE MELLO e MICAEL HOCHERMAN

Direção de fotografia e iluminação: MICAEL HOCHERMAN

Câmeras: FERNANDO MACEDO

RAFAEL QUINTAS

MICAEL HOCHERMAN

Produção de set: BRUNO EPINGHAUSS

Técnico de som: GABRIEL REIS

Mixagem e finalização de áudio: Lui Coimbra

Design e programação visual: Rafael Abrahamian Grecco

Foto: Silvana Marques

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Postar um comentário

0 Comentários