Com domínio de bandeiras vermelhas em treino, Leclerc garante pole no Azerbaijão

Com domínio de bandeiras vermelhas em treino, Leclerc garante pole no Azerbaijão

Piloto da Ferrari ficou com a ponta do grid pela segunda vez na temporada
Em um dos treinos mais insanos da Fórmula 1, Charles Leclerc acrescentou mais uma pole position no currículo. Após não conseguir largar no GP de Mônaco, o piloto da Ferrari contou com as batidas de Yuki Tsunoda, da AlphaTauri, e Carlos Sainz, seu companheiro de equipe, no último minuto da classificação e garantiu a primeira posição do grid de largada pela segunda vez consecutiva, agora para o GP do Azerbaijão. 

Para ficar com a volta mais rápida, o monegasco carimbou 1min41s218 na sessão deste sábado, 5, nas ruas de Baku. Na primeira fileira, ele terá a companhia do heptacampeão mundial Lewis Hamilton, da Mercedes, que registrou 1min41s450, ficando 0s232 atrás de Leclerc.

“Eu consegui pegar o vácuo do Hamilton que ajudou um pouco no final, mas acho que conseguiria fazer a pole mesmo com a última volta. Eu estava melhorando no momento da bandeira vermelha. Não vi a batida, espero que o Carlos esteja bem”, disse o monegasco após o treino. 

Na briga pelo título mundial, Max Verstappen, da Red Bull, aparece logo na sequência. O holandês marcou 1min41s563. Pierre Gasly, da AlphaTauri, com 1min41s565 ficou com a quarta posição. 

Para completar as dez primeiras posições do grid, aparecem, respectivamente, Sainz, Lando Norris, da McLaren, Sergio Pérez, da Red Bull, Tsunoda, Fernando Alonso, da Alpine, e Valtteri Bottas, da Mercedes.

Na definição do pelotão intermediário, o Q2 foi finalizado de forma precoce com uma batida de Daniel Ricciardo, da McLaren, que vai largar na 13ª colocação. Com a interrupção, Sebastian Vettel, da Aston Martin, foi prejudicado e ficou com o 11ª posição. O tetracampeão mundial será seguido por Esteban Ocon, da Alpine, o próprio Ricciardo, Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo, e George Russell, da Williams.

No início do Q1, logo nos primeiros minutos da sessão, a curva 15 foi protagonista e a bandeira vermelha precisou ser acionada em duas oportunidades. Primeiro, Lance Stroll, da Aston Martin, tocou seu AMR21 no muro de proteção e foi o fim de treino para ele.

Pouco após o reinício da atividade, foi a vez de Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, também colidir e forçar a segunda paralisação do treino. Entre os outros eliminados no Q1, nenhuma surpresa. Nicholas Latifi, da Williams, Mick Schumacher e Nikita Mazepin, ambos da Haas, não avançaram para o Q2. 

Com o grid de largada definido, os pilotos voltam às ruas do circuito de Baku neste domingo, às 9h.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Post a Comment

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

Postagem Anterior Próxima Postagem