Juliette Freire está solteiríssima!

Juliette Freire está solteiríssima!

Juliette Freire
Juliette se formou em Direito, sonhava em se tornar delegada ou defensora pública, e dividia seu tempo entre estudar para concursos e o estúdio de maquiagem que montou com amigas em João Pessoa. Mas em 2021 sua vida teve uma grande reviravolta. Ela conquistou milhões de fãs no BBB 21, se tornou campeã do programa, e um verdadeiro fenômeno - hoje cobiçada por grandes marcas e artistas para parcerias. "Eu me sinto feliz. Preparada, não. Em preparação", admite Juliette.

A paraibana contou sua nova experiência com a fama no "Escuta, Maria Clara", o podcast da Marie Claire. Em bate-papo com a diretora de redação, Laura Ancona, e com a editora-assistente, Kellen Rodrigues, ela diz que a terapia tem lhe ajudado a assimilar sua nova realidade. "Comecei a fazer terapia pra terminar meu primeiro relacionamento", lembra. "Confesso que agora tenho novos problemas pra resolver, são sentimentos novos, muito medo. Nunca imaginei que eu fosse tão medrosa", confessa.

A vida amorosa, aliás, foi tema de boa parte da conversa. Juliette relembra os "tocos" que já levou e revela que alguns ex-contatinhos já a procuraram após o reality. "Agora estou solteira solteiríssima e em busca de um novo amor", afirma. "Mas vai demorar, vou ter que resolver muita coisa antes, estou com a agenda lotada".

Até hoje, a ex-sister teve dois relacionamentos sérios. Quando ambos chegaram ao fim, ela conta, restou a amizade. "Não sou ciumenta, sou muito tranquila, meus namorados eram meus amigos", diz. "Sou amiga dos meus ex. Depois que acabo eu fico mais amiga ainda. Quero que as pessoas estejam comigo por vontade, não imponho nada. Se em alguma coisa eu me sentir desrespeitada, aí eu dou um basta. Mas o resto sou tranquila", avalia. "Sempre brinco, meus ex-namorados falam bem de mim. De relacionamento sou muito bem resolvida".

Juliette conta que até hoje viveu relações monogâmicas, mas admira quem vive a experiência de relacionamentos abertamente não monogâmicos. "Eu ainda não me acho evoluída a esse ponto. Nunca tive um relacionamento aberto. Paquera aberta eu sempre tive, inclusive dizia para as amigas ficarem, fazia propaganda e incentivava, mas meus namoros foram monogâmicos", fala. "Talvez eu evolua tanto que chegue a esse ponto. Ainda estou no pré-escolar na evolução nesse ponto, mas acho o máximo, admiro quem consegue", continua. "Tem que ter um acordo, se os dois estiverem bem, tranquilos e conscientes... Agora, não vou mentir que eu teria um medinho".

No bate-papo, Juliette fala ainda sobre política, as causas para as quais quer dar voz, e sua relação com a música. Confessa ainda quais características de sua personalidade mais e menos gosta e qual talento gostaria de ter.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM! 

Fonte Revista Marie Claire

Post a Comment

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

Postagem Anterior Próxima Postagem