Prefeitura do Rio lança chamamento público para reabertura do Terreirão do Samba

Prefeitura do Rio lança chamamento público para reabertura do Terreirão do Samba

Terreirão do Samba

Numa iniciativa para que o Terreirão do Samba seja reaberto e passe a funcionar permanentemente, produzindo samba durante todo o ano, a Prefeitura do Rio, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto (CDURP), com coordenação da Riotur, está lançando um chamamento público para o desenvolvimento de estudos de viabilidade econômica e financeira em uma modelagem cultural, turística e comercial do local.

A ideia, num modelo de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), é licitar a concessão da gestão do equipamento público de 13.600 m2 — o equivalente a quase dois campos de futebol — buscando investimentos privados para a sua revitalização e requalificação. O edital de chamamento dos interessados, que poderão ser pessoas físicas, profissionais liberais, empresas e organizações sem fins lucrativos, foi publicado no Diário Oficial da Prefeitura do Rio desta segunda-feira, dia 21.

Os interessados poderão se habilitar e apresentar suas ideias e conceitos inovadores no prazo de 30 dias. Uma comissão multidisciplinar de avaliação das propostas definirá, após análise, o estudo que mais se enquadra nas premissas e parâmetros estabelecidos no Edital do PMI. Assim, a comissão escolherá aquele que realizará os estudos num prazo de 90 dias.

“É um processo em que os interessados apresentam estudos completos para o melhor uso do espaço público. Até o fim do ano a Prefeitura deve ter o modelo de Concessão definido para seguir com o processo licitatório“, projeta Gustavo Guerrante, presidente da Cdurp.

A realização e aprovação das propostas deverá balizar a licitação para a gestão do tradicional espaço carioca inaugurado em fevereiro de 1991 e situado à Rua Benedito Hipólito, nº 66, no Centro, a poucos metros do Sambódromo da Marquês de Sapucaí. A Riotur quer a modernização do equipamento através de uma gestão profissional e eficiente, usufruindo a expertise de grandes empresas de entretenimento e eventos que o Rio de Janeiro e o Brasil possuem.

Para isso, obrigatoriamente 60% da programação anual do novo Terreirão do Samba deverão ser dedicadas ao samba e suas diferentes vertentes e matrizes. Além disso, durante o período de Carnaval, toda a programação deverá ser exclusivamente dedicada ao samba.

Entende-se por período de carnaval o compreendido entre os 25 dias antes da sexta-feira de Carnaval, passando pela semana dos desfiles das escolas de samba no Sambódromo, e os oito dias posteriores ao Desfile das Campeãs, no sábado após o Carnaval. Todo o planejamento, programação e produção artística deste período carnavalesco deverá ser decidido mutuamente com a Riotur.

“Vamos devolver esse equipamento incrível para a cidade com samba o ano inteiro, valorizando a região e trazendo um novo espaço para o turismo e para a gastronomia, movendo a economia e gerando trabalho. A volta do Terreirão do Samba é para ser comemorada!”, celebra a presidente da Riotur, Daniela Maia.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Fonte Riotur

Post a Comment

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

Postagem Anterior Próxima Postagem