Brasil fecha os jogos com saldo positivo e pontos a serem ressaltados

Brasil fecha os jogos com saldo positivo e pontos a serem ressaltados

Fotos: Lee Jin-man/AP e Wander Roberto/COB

Os 
recordes de ouros e de medalhas levaram o Brasil ao 12º lugar no quadro de classificação das Olimpíadas de 2020, a melhor posição da história, uma acima do 13º conquistado no Rio, em 2016.

Em Tóquio, a delegação brasileira igualou a marca recorde de sete ouros – a mesma de cinco anos atrás – e conquistou seis pratas e oito bronzes. O total de 21 medalhas em uma só edição também é um recorde entre as participações brasileiras em Olimpíadas.

O Brasil empatou com Canadá e Nova Zelândia em número de ouros e pratas. A delegação canadense assegurou o 11º lugar por ter 11 bronzes. Os neozelandeses ficaram em 13º, com sete bronzes, um a menos que o conjunto brasileiro. Cuba também conquistou sete ouros, mas ficou em 14º, com três pratas e cinco bronzes.

Em relação à classificação final de 2016, a delegação do país conseguiu, nas Olimpíadas de Tóquio, ultrapassar a Hungria e a Coreia do Sul, mas foi superada pelo Canadá.

A posição final do Brasil no quadro de medalhas dos Jogos de 2020 condiz com o tamanho do conjunto de atletas enviado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) a Tóquio. Foram 302 competidores, a 12º maior delegação entre todos os países nos Jogos.

No Rio, em 2016, como era sede, o Brasil teve uma delegação maior, com 465 atletas inscritos.

No topo do quadro, os Estados Unidos ficaram à frente, em Tóquio, com 39 ouros e 113 medalhas no total, contra 38 de ouro e 88 no total da China.

Pontos a melhorar

O Brasil ainda segue com aquela mística, faltam investimentos, falta apoio a base, falta estrutura para vários amptos de nichos esportivos. O governo segue pecando em não patrocinar atletas sem clube, como os clubes também precisam de apoio e de políticas que dêem mais estrutura aos seus protagonistas de esportes que não sejam futebol. 

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Fonte CNN

Post a Comment

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

Postagem Anterior Próxima Postagem