Oito tubarões-brancos se alimentam de carcaça de baleia na costa dos EUA

Oito tubarões-brancos se alimentam de carcaça de baleia na costa dos EUA

Tubarões devoram baleia em alto mar nos EUA

Ao menos oito tubarões-brancos foram vistos se alimentando de uma carcaça de um filhote de baleia que emergiu na costa de Cape Cod, em Massachussetts, nos Estados Unidos, segundo pesquisadores financiados pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (Noaa).

Tripulantes de um cruzeiro na região capturaram o momento em que dois predadores se aproximam do animal em decomposição, encontrado no local em meados de agosto. O vídeo foi publicado no perfil da agência de passeios "Capitain John Boats" no Facebook.

— As pessoas a bordo estavam muito animadas. Houve muitos gritos como "Oh, meu Deus! Uau" — disse o capitão da embarcação John Goggin ao jornal Boston Herald.

Veja o vídeo:



A cena foi presenciada no último dia 16 de agosto pela tripulação, mas nos dias seguintes pelo menos mais seis tubarões-brancos e outros predadores foram registrados no local para se alimentar da carcaça. Em parceria com a divisão de pesca marinha de Massachusetts, pesquisadores conseguiram marcar cinco grandes tubarões. Seis dos que compareceram para se alimentar já eram conhecidos dos estudiosos. Dois tubarões que apareceram pela primeira vez eram fêmeas adultas, conforme os especialistas.

O grupo financiado pelo Noaa postou no Facebook um vídeo de cerca de dois minutos do encontro com os animais, mostrando um barco turístico lotado ao fundo. A carcaça forneceria alimento para criaturas marinhas por meses, segundo os pesquisadores.
De acordo com o The Guardian, cientistas que estudam baleias do Center for Coastal Studies, uma organização sem fins lucrativos de Provincetown, identificaram a baleia como um filhote macho, nascido em 2020, de uma baleia adulta chamada Venom. Em atualização nas redes sociais, o grupo afirmou que a causa da morte não é conhecida.

"Embora seja triste saber que um animal morreu, documentar esses eventos é essencial para estudos populacionais de longo prazo. Esses esforços também são essenciais para entender o evento de mortalidade incomum de baleias jubarte em andamento ao longo da costa do Atlântico", diz a publicação.
Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Fonte Jornal O Globo

Post a Comment

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

Postagem Anterior Próxima Postagem