Brasil enfrenta o Chile em busca da melhor campanha em Eliminatórias de sua história

Brasil enfrenta o Chile em busca da melhor campanha em Eliminatórias de sua história

Divulgação

As Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar estão de volta. Nesta quinta-feira (2), às 22h, 
o Brasil enfrenta o Chile, no Estádio Monumental de Santiago, pela nona rodada da competição. A Seleção Brasileira é líder isolada do torneio, com 100% de aproveitamento — foram seis vitórias em seis partidas. Este será o primeiro desafio dos comandados do técnico Tite após a derrota para a Argentina na final da Copa América, realizada em julho. 

Além de hegemonia no continente, o Brasil entra em campo atrás de um novo recorde. Caso vença os chilenos, a Seleção Brasileira chegará a sétima vitória consecutiva, fazendo dessa a melhor arrancada dos brasileiros nas Eliminatórias. Anteriormente, a melhor marca pertencia ao time de João Saldanha que, em 1969, ganhou os seis primeiros duelos disputados.

A Seleção Brasileira realizou o último treino na manhã de quarta-feira (1º), no CT do Corinthians, em São Paulo. Sem poder contar com os nove jogadores que atuam no futebol inglês, casos de Alisson, Éderson, Thiago Silva e Richarlison, Tite terá que promover algumas mudanças na equipe. O treinador brasileiro, no entanto, não quis antecipar as alterações

— Eu não quero desconversar. Quero ser sincero, como sempre tem sido a minha relação com vocês. Não vou dar a equipe que deve iniciar. Foram muitos problemas que tivemos. Resolvi segurar escalação, treinar a equipe e estabelecer a estratégia para fazermos um grande jogo — ressaltou Tite.

Antes de embarcar ao Chile, a Seleção Brasileira sofreu mais duas baixas. O Zenit solicitou o retorno do meia Claudinho e do atacante Malcom. O pedido do clube russo tem a ver com o confronto contra o Chelsea, na Inglaterra, no dia 14 de setembro, pela Liga dos Campeões, e a necessidade dos atletas passarem por quarentena.

Com isso, os dois não viajaram à capital chilena. Desta forma, Tite poderá contar com apenas 22 dos 34 convocados, o que pode aumentar a chance de jogadores chamados pela primeira vez, como Edenilson, do Inter, receberem a primeira oportunidade. 

— Lógico que a gente também entende que quem está na Europa está um passo à frente da gente ainda. Eu valorizo muito essa convocação, por estar aqui junto com esses grandes nomes, mesmo sabendo da não liberação de alguns atletas que mereciam estar aqui. Quero aproveitar o máximo e tenho certeza que o professor Tite está acompanhando todo mundo da mesma forma — destacou Edenilson. 

Recém-contratado pelo Atlético de Madrid e atual campeão olímpico, Matheus Cunha deve ser a principal novidade no Brasil. Éder Militão e Bruno Guimarães também podem aparecer entre os titulares. Assim, a provável escalação tem: Weverton; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Bruno Guimarães  e Lucas Paquetá; Neymar, Gabigol e Matheus Cunha.

No lado adversário, o técnico Martín Lasarte não contará com o seu principal jogador, o atacante Alexis Sánchez, da Inter de Milão. O Chile é o sétimo colocado, com seis pontos e, no momento, está fora da zona de classificação ao Mundial do Catar

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM!

Fonte GZH

Post a Comment

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

Postagem Anterior Próxima Postagem