Advogado Vitor Cincura afirma que muitos brasileiros não tem cuidados com compra virtual

Advogado Vitor Cincura afirma que muitos brasileiros não tem cuidados com compra virtual

Vitor Cincura

Em 2020, tivemos 223 milhões de dados vazados de forma ilícita por criminosos virtuais no Brasil, onde até de pessoas falecidas se vazou dados. Caso o consumidor já tenha tido ou acredita que tenha tido algum impacto pelo vazamento ou uso indevido de seus dados pessoais, deve prestar atenção nas orientações a seguir.

Já verificou se seu nome está SUJO no SPC/SERASA, por um contrato fraudulento que fizeram no seu nome?

Já verificou seu extrato bancário para ver se existe algum desconto indevido por clonagem de cartão, empréstimo fraudulento e afins desconta em sua conta?

“É sugerido ficar de olho bem aberto para evitar cair em uma cilada, ter seus dados violados e um enorme prejuízo”, disse Vitor Cincura.
Os crimes do futuro, serão os crimes virtuais, e eles já se iniciaram com muita força.
Com um número maior de pessoas em casa, o volume de compras on-line aumentou.

As pessoas também passaram a usar numa frequência ainda maior a internet, seja para realizar pesquisas, compartilhar conteúdo nas suas mídias sociais ou trabalhar. Durante a pandemia, elas estão mais suscetíveis aos golpes porque estão em casa, onde, em alguns casos, você tem uma proteção menor do que na empresa em compras dentro do estabelecimento.

Normalmente, esses GOLPES se potencializam nas épocas de NATAL, ANO NOVO e CARNAVAL, onde os estelionatários, por terem as mesmas pretensões que todos os consumidores, ou seja, desfrutar dessas datas com renda, esses crimes aumentam exponencialmente.

Prevenir de ser vitima desses golpes, é saber lidar com suas emoções em bloquear vantagens e curiosidades em sua mente, que lhe gerem grandes benefícios na aquisição de serviços e produtos. Nada que é muito vantajoso, normalmente é seguro, e os golpistas se aproveitam dessa curiosidade do ser humano, querendo vantagem para tudo.

Saiba quais são seus direitos

É comum, criminosos ligarem ou enviarem mensagens, apresentando parte dos dados do consumidor, vez que já foram vazados, e ingenuamente a pessoa compartilha outras informações pessoais com os golpistas.

Às entregas de delivery estão também sendo muito usadas pelos golpistas para se aproximar dos consumidores e aplicarem golpes com uso das máquinas de cartão.
Devemos nos atentar aos seguintes fatores nessa fase:
  • Não receber telefonemas de pessoas desconhecidas
  • Não clicar em links de E-mails
  • Não clicar em links de SMS
  • Não clicar em links de Whatsapp

Prestar atenção na máquina e nos valores dos pedidos por delivery na hora do pagamento.

Em casos de golpes a partir de vazamentos ocorridos em 2020, o consumidor têm seus direitos garantidos, como o ressarcimento de eventuais prejuízos financeiros.

Após ser comprovada que a ação não partiu de forma intencional do consumidor, e sim o mesmo fora ludibriado pelo golpista, o valor de eventuais danos devem ser ressarcidos pela instituição usada pelo golpista para causar prejuízo ao consumidor.

A sugestão aqui é se prevenir, para não cair nos golpes, contudo, caso não seja possível, existe uma grande chance de recuperar eventual prejuízo suportado, com uso da Lei Geral de Proteção de Dados e o Código de Proteção de Defesa do Consumidor em favor do Consumidor, bastando comprovar o prejuízo causado pelo golpista.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM! 

Gutemberg Vieira

Post a Comment

Curta nossa página no Facebook, Instagram e Twitter venha fazer parte da família Lully FM!

Postagem Anterior Próxima Postagem