Paulo Sousa pode colocar Pedro e Gabigol jogando juntos | Lully FM - La Profundidade 88.1

Paulo Sousa pode colocar Pedro e Gabigol jogando juntos

Alexandre Vidal/Flamengo

Apresentado oficialmente nesta segunda-feira (10) pelo Flamengo, no CT do Ninho do Urubu, o técnico Paulo Sousa concedeu a sua primeira entrevista coletiva como técnico do clube. Questionado sobre a possibilidade de Gabigol e Pedro atuarem juntos no ataque rubro-negro, o português foi sincero e ainda foi além.

O técnico de 51 anos afirmou que só depois do trabalho no campo poderá avaliar essa possibilidades, mas não a descartou, lembrando que já chegou a atuar com três atacantes ao mesmo tempo em trabalhos anteriores. Foi então que Sousa citou Bruno Henrique.

No ano passado, com Renato Gaúcho, o Flamengo atuava no esquema 4-2-3-1, com o camisa 27 atuando aberto pela esquerda. Segundo o novo treinador, ele pensa em integrá-lo ao espaço de Gabigol e Pedro.

"Em relação ao Pedro e Gabigol, penso que temos três atacantes muito fortes. Claro que só depois de trabalhar em campo vamos poder entender a capacidade de cada um. Só depois de interagirmos, vamos poder tomar decisões. Em outros clubes, integrei três atacantes. Penso também em fazer em vários jogos desde o início e durante o próprio jogo também. Com certeza trabalhando com uma ideia em comum, é possível. Bruno [Henrique] é muito forte, tem muita qualidade de gol e de área. Também pensamos em integrá-lo em todos os processos e dinâmicas. Gosto de ver minha equipe criar oportunidades. São três jogadores com muitas oportunidades de concretizar. Marcando mais do que nossos adversário, ganhamos os jogos. Quero criar oportunidades para fazermos muitos gols", disse.

Antes, no início da coletiva, o novo treinador do Flamengo também falou sobre o desafio de treinar a equipe rubro-negra.

"Primeiro agradecer ao presidente [Rodolfo Landim], ao Marcos [Braz] e ao Bruno [Spindel]. Tivemos várias horas de conversas. No meu entender, é muito importante para um clube tomar decisões importantes. Para isso, é preciso conhecer pessoas. Se propuseram a me conhecer como pessoa, como líder, como treinador. O que eu conhecia do nosso elenco e do clube. É uma oportunidade que nem sempre aparece na vida de um treinador. Representar um clube dessa grandeza e poder liderar esse processo com todas as pessoas que vivem o dia a dia do clube, mas sobretudo com a alma da nossa torcida. Essa é a minha energia. Quero ver nossa equipe bem conectada com a torcida na vitória e na qualidade dos jogos para eles sentirem mais unidos do que nunca. Agradecer a todos por todo o carinho que estão expressando. Tudo faremos para poder honra essa grandeza do nosso clube", disse.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM! 

Fonte ESPN