Fluminense acelera sua inocência no caso de racismo contra Gabigol | Lully FM - La Profundidade 88.1

Fluminense acelera sua inocência no caso de racismo contra Gabigol

Foto: André Fabiano/Código19/Estadão

Uma denúncia de racismo requer, no mínimo, uma investigação séria. No Fla x Flu de domingo (6), pelo Carioca, o atacante Gabigol se disse vítima de uma dessas manifestações, alegando ter sido chamado de “macaco” por um torcedor tricolor. Rapidamente, a diretoria do Flu veio a público para ressaltar que o áudio da ofensa era inconclusivo.

O presidente do Flu, Mário Bittencourt, é um advogado com ampla militância na justiça esportiva – considerado por seus pares como uma raposa de tribunal, tal sua experiência e também a capacidade de se expressar. Sabe muito bem que seu clube está sob risco de receber punição pelo ato do torcedor.

Por isso, ele trata de desconstruir a narrativa que, tudo indica, mira o Tricolor das Laranjeiras. Embora tenha dito que o clube vai investigar o caso, já usou de uma artimanha para a defesa do Flu. Em parte, está no seu papel de presidente. Todavia, quando há um crime em questão – e essa é a suposição -, os caminhos teriam de ser pela busca, sem rodeios, dos fatos.

O Fluminense pode ser enquadrado no Artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê perda de mando de campo, multa e até eliminação da competição.

Em entrevista ao Redação SporTV, nessa segunda (7), Mário Bittencourt disse ter recebido relatos de que flamenguistas entoaram cânticos homofóbicos durante o clássico, o que, se comprovado, pode determinar punição idêntica ao Flamengo.

Baixe nosso App na Play Store, siga-nos em nossas redes sociais, Facebook, Instagram e Twitter. Venha fazer parte da família Lully FM! 

Papo de Arena Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro.